Tecnologias

Estudantes da UFLA participam de Congresso Brasileiro de Plantas Daninhas

Ao todo o GHPD/UFLA apresentou onze trabalhos durante o evento:

 

postado em 02/09/2016 | Há 9 meses

Vanessa Trevisan (ASCOM InovaCafé)

Estudantes da UFLA participam de Congresso Brasileiro de Plantas Daninhas

Foi realizado em Curitiba (PR), entre os dias 22 a 26 de agosto, o XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas (CBCPD), evento que reuniu estudantes, empresários, professores e pesquisadores para discutir o tema “Ciência das Plantas Daninhas: conhecimento e tecnologia a serviço do agricultor”.

O Grupo de Estudos em Herbicidas, Plantas Daninhas e Alelopatia (GHPD) da Universidade Federal de Lavras (UFLA) participou do evento que contou com palestras e painéis ministrados por renomados palestrantes de diversas instituições de pesquisa do Brasil e do mundo, além de sessões orais e de pôsteres, para apresentação e discussão dos principais trabalhos de pesquisa desenvolvidos na área da Ciência das Plantas Daninhas.

Ao todo o GHPD/UFLA apresentou onze trabalhos durante o evento:
·              Teores foliares de nutrientes em mudas de café inoculadas com fungos micorrizicos arbusculares em competição com urochloa brizantha;

·              Teor de macronutrintes no solo em função do método de controle de plantas daninhas em cafeeiros;

·              Morfologia de mudas de cafeeiro submetidas à deriva simulada do herbicida cletodim;

·              Influência do método de controle de plantas daninhas em cafeeiros nas características físicas do solo;

·              Quantificação dos danos causados pela deriva do herbicida etoxissulfuron em mudas de cafeeiro;

·              Influência do método de controle de plantas daninhas em cafeeiros nas características físicas do solo na camada subsuperficial;

·              Efeito de diferentes métodos de controle de plantas daninhas em cafeeiros no teor de micronutrientes;

·              Alelopatia dos extratos da planta e serrapilheira de candeia sobre a germinação e crescimento de plântulas de alface;

·              Avaliação do efeito do herbicida pendimentalina em mudas de cafeeiro;

·              Comportamento de mudas de cafeeiro submentidas a deriva do herbicida atrazina;

·              Identificação dos sintomas de fitotoxidez causados pela deriva simulada do herbicida diuron em mudas de cafeeiro.

O coordenador do grupo e estudante de agronomia da UFLA, Thales Lenzi, avaliou a participação do GHPD, “tivemos uma semana de muito aprendizado, onde atualizamos os nossos conhecimentos sobre as inovações e pesquisas que estão sendo desenvolvidas na área, além da integração que tivemos com pesquisadores, professores e alunos de outros centros de pesquisa. Essa foi uma experiência única que vem contribuir com o desenvolvimento profissional de cada um dos nossos membros”.

SOBRE O GHPD

Sediado na Agência de Inovação do Café (InovaCafé), o grupo foi criado em 2014 por estudantes de graduação e pós-graduação da UFLA e desenvolve trabalhos de ensino, pesquisa e extensão, como: palestras, cursos, treinamentos e dias de campo em diversos segmentos do uso de herbicidas, o manejo de plantas daninhas, tecnologias de aplicação e também ensaios e publicações de textos técnicos envolvendo a interação de aleloquímicos no ambiente de cultivo.

A cultura do café foi pioneira nos trabalhos desenvolvidos pelo grupo que é vinculado ao departamento de agricultura da UFLA. Além do professor tutor, Adenilson Henrique Gonçalves, o GHPD conta com a colaboração do Prof. Itamar Ferreira de Souza, do Prof. Rubens José Guimarães e do Pesquisador da Empresa de Pesquisa e Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Dr. Elifas Nunes de Alcântara.

 

Veja tambÉm: