Mais Café

Conceição do Castelo ES realiza o 10º Dia de Campo do Café Arábica

O dia de campo irá acontecer pela manhã, na Propriedade do senhor Delson de Melo Jubini, na comunidade de Monforte Frio. Na programação, haverá três palestras.

 

postado em 29/07/2016 | Há 10 meses

28/07/2016 às 18:33

Nesta sexta-feira (29), será realizado no município de Conceição do Castelo o 10º Dia de Campo do Café Arábica. O evento é uma realização do Governo do Estado, por meio do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), em parceria com a Prefeitura Municipal e o Consórcio Pesquisa Café.

O dia de campo irá acontecer pela manhã, na Propriedade do senhor Delson de Melo Jubini, na comunidade de Monforte Frio. Na programação, haverá três palestras. O pesquisador do Incaper Abrão Carlos Verdim irá explicar sobre a poda programada de ciclo no café arábica, o extensionista do Incaper, lotado em Brejetuba, Fabiano Alexandre Tristão irá falar sobre as tecnologias para a produção de cafés especiais e a última palestra será sobre a importância da análise de solo, da adubação e da calagem na cultura do café arábica, ministrada pela engenheira agrônoma Criciely Gomes de Souza.

O café arábica é a principal fonte de renda em 80% das propriedades rurais capixabas localizadas em terras frias e montanhosas. O Estado é o terceiro maior produtor de arábica do Brasil, atrás apenas dos estados de Minas Gerais e São Paulo. Atualmente, existem 150 mil hectares de café arábica em produção no Espírito Santo, em 48 municípios, com 53 mil famílias na atividade. A cafeicultura de arábica gera em torno de 150 mil empregos diretos e indiretos.

No Espírito Santo, mais de 95% das lavouras de café arábica são conduzidas sem irrigação. As lavouras têm tamanho aproximado de 6,4 hectares e são geridas pelas próprias famílias. As plantações vêm sendo renovadas sob nova base tecnológica na ordem de 5,0% ao ano. Os produtores que utilizam as recomendações técnicas do Incaper têm alcançado produtividade de 40 a 80 sacas beneficiadas de café por hectare, além de um produto final de qualidade superior. Registra-se crescente melhoria da qualidade final do produto: mais de 20% do arábica produzido no Estado é considerado bebida superior.

Os interessados podem fazer a inscrição pelo telefone (28) 3547-1245.

 

Veja tambÉm: