Mais Café

“Desempenho do setor agro preocupa”, diz economista Alexandre Cabral

O PIB (Produto Interno Bruto) do setor agrícola registrou queda de 0,3% no 1º trimestre de 2016 em relação ao 4º trimestre de 2015 queda de 3,7%, na comparação entre o mesmo período de 2015.

 

postado em 06/06/2016 | Há 1 ano

Agrolink

03/06/16  
 
Na avaliação do economista Alexandre Cabral, da NeoValue Investimentos, é preocupante o desempenho do agronegócio neste ano. O PIB (Produto Interno Bruto) do setor agrícola registrou queda de 0,3% no 1º trimestre de 2016 em relação ao 4º trimestre de 2015 queda de 3,7%, na comparação entre o mesmo período de 2015.

“Trata-se de um setor que segurou a nossa economia no ano passado. Você pode me falar: 'mas e o efeito do verão no PIB do setor agro?'. Eu te respondo: crescemos 4,9% em 2015; +2,8% em 2014; e 2,2% em 2013 – para citar apenas alguns números. No primeiro trimestre, temos a grande colheita da safra do verão. Esse resultado deveria ser bem melhor”, afirma o especialista em sua coluna no jornal Estado de SP.

Cabral aponta a queda na produção anual do fumo (-20,9%), no arroz em casca (-7,6%) e no milho (-5,0%) como as causas principais para a baixa do PIB do setor. Todas as principais safras de verão demonstraram queda na produção, prejudicadas por problemas climáticos, com exceção da soja (que teve alta de 1,3%).

Sobre a oleaginosa, o economista destaca que o aumento da produção se deu com a ocupação de uma área plantada muito maior: “Por que isso é ruim? Porque estamos produzindo mais, mas com uma produtividade menor por hectare. Isso não é bom. Perdemos eficiência. Portanto, temos que olhar com carinho para um dos setores que seguraram a nossa economia no ano passado. O desempenho do setor agro preocupa”.

Agrolink

 

Veja tambÉm: