Tecnologias

Não é exagero dos cafeicultores brasileiros lutar contra a importação de café verde

Para quem acha que os cafeicultores brasileiros exageram ao não querem a importação de café verde. Doenças como a Ferrugem-do-cafeeiro e a praga da Broca-do-café vieram do continente africando e hoje causam grandes prejuízos a cafeicultura brasileira.

 

postado em 21/05/2016 | Há 2 anos

Antônio Sérgio Souza

Não é exagero dos cafeicultores brasileiros lutar contra a importação de café verde

Mapa mostra a área onde está esparramada o Coffee berry disease – CBD (Colletotrichum kahawae).

 

Por Antônio Sérgio Souza*

Para quem acha que os cafeicultores brasileiros exageram ao não querem a importação de café verde.

A Broca-do-café (Hypothenemus hampei) de origem africana, os primeiro relatos dela no Brasil são de 1913 sendo que em 1920 já com relatos de danos na produção.

A Ferrugem do Cafeeiro (Hemileia vastatrix), também de origem africana, chegou ao Brasil em 1970 se espalhando rapidamente por todas as regiões cafeeiras.


Nas fotos a doença fúngica Coffee berry disease – CBD (Colletotrichum kahawae)


Nas fotos a doença fúngica Mancha americana (Mycena citricolor)

o que temos para nos preocupar ? Que não tem no Brasil e esperamos que nunca chegue.

Do Peru nos temos a doença fúngica Monilíase do Cacaueiro (Moniliophthora roreri (Cif.)) que também ataca café e cupuaçu.

Coffee berry disease – CBD (Colletotrichum kahawae) - doença fúngica que destroe 80% da produção de café em lavouras africanas.

Amarelinho/Crespera (Xylella fastidiosa)- Doença bacteriana ataca
lavouras de café na Costa Rica e Guatemala.

Mancha americana (Mycena citricolor) Doenças fúngicas

Estas são apenas algumas que tem mais evidencia.

*Graduando em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Viçosa

 

Veja tambÉm: