Comércio

Porto de Santos registra em março recorde de participação na balança comercial

O valor das trocas comerciais do País pelo Porto de Santos, no acumulado do ano, é de US$ 22,4 bilhões.

 

postado em 29/04/2016 | Há 12 meses

São Paulo, 28/04 - O Porto de Santos alcançou em março passado o porcentual de 30,8% de participação na balança comercial brasileira relativa ao ano. O resultado é novo recorde no comércio exterior do Brasil, considerando que o recorde anterior, 28,3%, foi registrado em fevereiro de 2009. As informações são da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp).

O valor das trocas comerciais do País pelo Porto de Santos, no acumulado do ano, é de US$ 22,4 bilhões. O Brasil registrou neste período o número de US$ 72,8 bilhões na balança comercial.

Até março de 2016, o total de exportações pelo Porto de Santos foi de US$ 13,2 bilhões, representando 32,7% do total nacional (US$ 40,6 bilhões). Em valores comerciais, a principal carga exportada pelo Porto de Santos neste período é a soja, com US$ 1,6 bilhão, correspondente a 12,1% do total. O principal destino é a China, que participa com 10,3%, o que corresponde a 84%, em dólares, das compras chinesas de soja embarcadas em Santos. Em seguida, como principais importadores do produto, estão a Tailândia, o Irã e outros sete países com menor participação.

O segundo produto com maior participação comercial é o açúcar, 8,8% de participação no total do Porto (US$ 1,16 bilhão). A China aparece novamente como principal importador, seguida de Bangladesh e Argélia, além de outros 45 países.

O terceiro produto de maior valor comercial na exportação é o café em grãos, com 7,6% (US$ 1,0 bilhão), exportado principalmente para Estados Unidos, Alemanha e Itália. Outros 62 países também recebem café embarcado no Porto de Santos.

Segundo a Codesp, no total das exportações, em dólares, os principais parceiros comerciais do Brasil nas cargas que saem pelo Porto de Santos são a China (participação de 15,6%), Estados Unidos (11,1%) e Argentina (6,2%). Completam os dez principais importadores pelo cais santista: Holanda (4,6%), Japão (3,4%), Bélgica (3,1%), México, Alemanha (ambos com 2,9% de participação), Coreia do Sul (2,7%) e Itália (2,6%).

Importação

Nas importações, o resultado do Porto de Santos no 1º trimestre do ano de US$ 9,2 bilhões, correspondente a 28,4% do total brasileiro de US$ 32,2 bilhões. As principais cargas desembarcadas em Santos foram: óleo diesel (US$ 151,9 milhões), importado principalmente dos Estados Unidos, Emirados Árabes e Reino Unido; Em seguida, peças de aviões e helicópteros (US$ 115,9 milhões), vindas dos Estados Unidos, Japão e Espanha e outros 14 países com menor participação. Em terceiro, caixas de marchas (US$ 112,7 milhões), importadas do Japão, Indonésia, Coreia do Sul e outros 15 países.

A Codesp informa, ainda, que as importações pelo Porto de Santos, em valores comerciais, têm como principais origens a China, com 20,7% do total; em seguida, Estados Unidos, com 17,6% de participação e Alemanha (9,5%). Completam os dez maiores parceiros comerciais na importação: Japão (5,1%), Coreia do Sul (4%), França (3,3%), Itália (3,1%), México (2,9%), Índia (2,6%) e Espanha (2,2%).

Além de Santos, apenas o Porto de Paranaguá também ampliou a participação na balança comercial, dentre os dez principais portos do País, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio.

Fonte: Q10/Estadão Conteúdo

 

Veja tambÉm: