Estatísticas

Em dez anos, necessidade brasileira deve ser de 68 mi scs, diz presidente do Cecafé

A Fenicafé, evento que está sendo realizado entre os dias 08 e 10 de março em Araguari, cerrado de Minas Gerais, debate as tendências para o mercado de café no médio e longo prazos.

 

postado em 10/03/2016 | Há 2 anos

“O cenário é extremamente positivo e atraente”, disse o presidente do Conselho Deliberativo do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), Nelson Carvalhaes. “O novo acordo comercial na região do Pacífico e o crescimento exponencial da população da índia, que deve empatar com a China, deverão abrir ainda mais oportunidades para o café brasileiro”. Em outubro, foi acertado entre cerca de 12 países da região do Pacífico o Tratado de Livre Comércio Trans-Pacífico (TPP). O pacto irá cortar barreiras e pode criar o maior bloco econômico do mundo, segundo a agência de notícias Reuters.

O presidente do Conselho Deliberativo do Cecafé aposta ainda que a produção mundial de café aumentará entre 25 a 30 milhões de sacas em 10 anos. “Hoje, somando exportação e consumo interno, o Brasil tem uma necessidade de 58 milhões de sacas. Mantendo nosso ‘market share’, essa necessidade deve aumentar para 68 milhões de sacas. Teremos cinco anos difíceis pela frente por conta da recessão econômica, mas o setor já enfrentou outras crises e vai sair desta mais forte ainda”, apontou Carvalhaes.

Fenicafé – A feira, promovida pela Associação dos Cafeicultores de Araguari (ACA) e a Federação dos Cafeicultores do Cerrado com apoio do Ministério de Agricultura e Pecuária (MAPA), Embrapa Café, Prefeitura e Câmara Municipal de Araguari. A Fenicafé segue até o dia 10 de março, reúne três eventos sobre a produção do grão e visa apresentar as tecnologias e tendências da cafeicultura irrigada. Segundo a organização, são aproximadamente 70 expositores. Cerca de 30 mil pessoas de mais de 100 cidades brasileiras são esperadas para a realização de negócios. Para conhecer mais sobre a o evento, visite as páginas do evento na internet e nas redes sociais: www.fenicafe.com.br, www.facebook.com/fenicafe, www.youtube.com/fenicafeari. (Com Fábio Rübenich - Agência SAFRAS)
 

Veja tambÉm: