Mais Café

A presença da mulher no agronegócio

No dia 8 de março comemora-se o Dia Internacional da Mulher, como reconhecimento às suas lutas e conquistas.

 

postado em 07/03/2016 | Há 11 meses

Por Dandara Barcellos de Oliveira e Glaucia Heylmann

Nos últimos tempos percebe-se o crescimento da participação feminina no cenário rural, à frente de empresas familiares. De maneira cada vez mais representativa, as mulheres têm demonstrado interesse e aptidão para a administração do negócio da família, não bastando conhecer acerca da situação do mesmo, mas desempenhando um papel efetivo na organização e estruturação do patrimônio.

O desenvolvimento do agronegócio, setor menos abalado pela crise financeira do país, despertou nos membros do núcleo familiar uma participação mais ativa nos negócios. As mulheres vêm desempenhando atividades de gestão e organização com intuito de sistematizar e ordenar o trabalho relativo à produção rural. Mais que atividades administrativas, a mulher tem se mostrado protagonista na tomada de decisões, sobretudo nas relativas ao planejamento da sucessão familiar. Isto ocorre, principalmente, porque a figura feminina traz consigo a preocupação com a manutenção da estrutura emocional e financeira da família.

Esse cuidado é essencial para a continuidade do negócio familiar e entre as ferramentas encontradas para esse fim, a melhor é o planejamento sucessório em vida. Através dele é possível garantir a unidade patrimonial e a prevenção de conflitos familiares estabelecendo regras e orientações para a tomada de decisões.
 
Dandara Barcellos de Oliveira
dandara@safrasecifras.com.br
Graduada em Direito
 
Glaucia Heylmann
glaucia@safrasecifras.com.br
Graduanda em Direito
 

Veja tambÉm: