Mais Café

Artigo : 2016 : O ano do Café

Os estoques brasileiros de café estão nos menores patamares da história neste começo de 2016.

 

postado em 27/01/2016 | Há 1 ano

Kellen Severo do Canal Rural

26/01/2016 - O alerta foi feito no último relatório do Conselho Nacional do Café. O mercado não impôs novas altas aos preços, em reação à notícia na semana passada. No entanto, especialistas já apontam que 2016 vai ser o ano do café.

No estado de Espírito Santo, compradores ofereceram hoje R$ 400 pela saca do café conillon para entrega imediata, conforme a Maros Corretora informou ao blog. Mas não houve vendedores interessados na oferta. A situação indica a firmeza do mercado de café, na visão do analista de mercado, Marcus Magalhães.

“Para 2016, um dos melhores ativos que o mercado pode segurar na carteira é o café. A demanda está constante, os Estados Unidos estão crescendo, o presidente do Banco Central Europeu disse que não vai deixar a recessão chegar lá, esses que são os maiores consumidores de café do mundo. Se a bolsa for melhor do que em 2015 e o dólar não ficar abaixo de R$ 4, o café em reais para 2016 vai ter um ano interessante”, esclarece o diretor da Maros Corretora.

O diretor do Escritório Carvalhaes afirma que o mercado está desconfiado que os estoques de café estejam baixos. Mas, ele chama atenção que os operadores só vão acreditar nisso quando começar a faltar produto.

“O bom desempenho do consumo interno e das exportações em 2014 e 2015 deve ter deixado os estoques brasileiros de café bastante apertados neste início de 2016. Somente no início de junho próximo saberemos se eles deram conta das nossas necessidades para embarque e consumo interno até a entrada da nova safra 2016. Há uma situação de muito aperto para a relação entre oferta e procura. Principalmente para o café arábica de boa qualidade.”, explica Eduardo Carvalhaes.

Veja os preços desta segunda-feira de acordo com a consultoria Safras&Mercado: No sul de Minas Gerais o café arábica bebida boa ficou a R$ 505,00/510,00 a saca, estável. No cerrado mineiro, o preço ficou entre R$510,00/515,00 a saca, também inalterado. Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais teve preço de R$ 375,00 a R$ 380,00 a saca, estável. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, teve preço de R$ 390,00 – R$ 395,00 a saca, sem alterações.

Fonte : Canal Rural via Café da Terra
 

Veja tambÉm: