Mais Café

A FALÊNCIA DO PRESIDENCIALISMO DE COALIZÃO - Por Fernando Barros

"Temos 36% de Carga Tributária (Impostos) sobre o PIB e querem mais dinheiro com o CPMF e vem aumentando os Combustiveis para cobrirem o Roubo da Petrobrás..."

 

postado em 18/01/2016 | Há 1 ano

Fernando Barros

A FALÊNCIA DO PRESIDENCIALISMO DE COALIZÃO - Por Fernando Barros

O Estado Brasileiro na Constituição de 1988 beneficiou a Classe Política em detrimento do cidadão contribuinte. Para termos uma ideia o Estado Brasileiro arrecadava em torno de 24% do Produto Interno Bruto (PIB).  Saímos de 8% no Governo Militarmos e com o Ex Predidente Jose Sarney fomos a 20% o Ex Presidente Fernando Henrique Cardoso a 24% que seria uma carga tributária viável não fosse o desperdício do Dinheiro Público. O número de Ministérios saltou de 12 no Governo Militar para 20/22.

Hoje temos 36% de Carga Tributária (Impostos) sobre o PIB e querem mais dinheiro com o CPMF e vem aumentando os Combustiveis para cobrirem o Roubo da Petrobrás e os 60 bilhões de reais que ela bancou quando deixaram de fazer os ajustes de preço para enganar o Pobre Povo Brasileiro. Ministérios hoje são 39, pasmem!

Os Impostos já chegaram ao limite, mas o total arrecadado pela União, Estados e Municípios tem um déficit (diferença entre receita e despesa) de 8/9% do PIB, ou seja, gastaram mais do que arrecadaram (Isto encarece os juros, pois o Governo tem que tomar dinheiro nos Bancos).

O Interessante é que 45% do dinheiro proveniente desta produção circulam pelo Setor Público, no entanto a capacidade de Investimento do Estado é ridícula, hoje chega a 2,5% do PIB e em 1988 era 3% (já era pequena), de onde se deduz que querem o seu dinheiro (+Impostos) porem os gastos com coisas úteis são mínimas e mal feitas (saúde, educação, infraestrutura etc..).

 Hoje temos a dengue que desenbocou no Zica virus por falta de saneamento básico, educação e gestão de política pública e o Governo em todas as áreas chega atrasado para tampar os buracos e enganar o Pobre Povo Brasileiro. Está claro que há uma concentração muito grande de recurssos nas mãos do Governo e sua distribuição está errada concentrando para si esta renda!

A Bolsa Empresário do BNDES é muito maior do que o Bolsa Família. Tínhamos 3 mil e poucos Municipios em 1988 e hoje já são 5570, uma fábrica de empreguismo e despesas que nós temos que pagar e  eles vão colocando os seus correligionários nos cargos ou seja emprego sem trabalho!

Tem Municípios com 5000 habitantes que por falta de recursos mandou embora 300 funcionários. Muitos nem receberam! (13 salario etc...) Tem um número enorme deles sem um Posto de Saúde enfim não temos uma Rede de Proteção Efetiva e a pergunta que não cala. Por que contrataram, gastaram e não fizeram nada? Para ganhar eleição? Sim....

Os Órgãos Fiscalizadores funcionam mal como, por exemplo, o IBAMA que não preve os desastres e quando preve não cobra sempre chegando atrasado. Exemplo: Santa Catarina – Itajaí quando desmoronou a Serra por lá;Rio de Janeiro – Teresópolis quando já havia um estudo prevendo o perigo de construir nas encostas e agora em Mariana – Minas Gerais um desastre talves o maior da Terra até agora.Pasmem! Outro dia foram roubadas em Mariana umas Máquinas que trabalhavam para tirar a lama de lá no valor de dois milhões de reais e pior a Prefeitura fez um contrato com os ladrões que levaram as Máquinas de lá. Uma Vergonha!

Precisamos urgente repensar o tamanho e as funções do Estado Brasileiro, sem este grande número de Partidos, com o voto distrital, com Parlamentarismo ou equivalencia, diminuição do número de Deputados Federais, Senadores e Vereadores. Acabar com as Medidas Provisórias ( Que a Presidente assina e é válida por 90 dias,prorrogáveis) e que dão margem a negociatas e até a corrupção e muitas vezes não refletem os anseios do Pobre Povo Brasileiro.

Este PRESIDENCIALISMO DE COALIZÂO que está aí faliu! Loteou cargos,distribuiu verbas e pedaços do Estado para grupos que só tem interesse em usá-lo em benefício próprio.Neste processo estas duas crises foram aceleradas no primeiro mandato da Dilma e destrambelharam. Nesta situação a Sociedade pode repensar nas duas dimensões: 1- O tamanho do Estado Brasileiro, o Estado que queremos como suas funções, limites e gestão. 2-Fazer uma Reforma Política que permita aos Representantes Eleitos principalmente do Executivo Federal construirem uma base de sustentação que não dependa do FISIOLOGISMO (toma lá da cá) e da Corrupção Ativa e Passiva. Isto requer uma mudança no Sistema de Votos , de Representação e um trabalho de Mudança das Instituições Políticas para restaurar uma Governabilidade sadia no BRASIL. A SOCIEDADE BRASILEIRA BATEU NO PAREDÂO! Chegou ao limite.

O agravamento das crises Economica e Política vão provocar cada vez mais reações da Sociedade. O que nos preocupa segundo o professor Eduardo Gianetti é a falta de lideranças capazes de fazer este movimento.O Impeachment é uma resultante destes desmandos  e no curto prazo cria uma paralisia. NÂO é a causa e veio da Crise Economica e da FALENCIA DO PRESIDENCIALISMO DE COALIZÂO.

A Dilma loteou 39 Ministérios entre 10 Partidos Políticos, distribuiu cargos e empregos sem trabalho e não conseguiu eleger o Presidente da Camara dos Deputados. O Governo entrega mas não recebe.Este é o modelo biológico.Como o Partido do PMDB é um parasita,o PT que é o hospedeiro já começou o mandato rendido.Agora o parasita teve de fazer o jogo do enfraquecimento do hospedeiro porém sem matá-lo,por que se não ele vai junto.

Como o parasita vislumbrou a possibilidade de ocupar o lugar do hospedeiro temos que temer que o que está em jogo é até uma limitação da OPERAÇÂO LAVA JATO, pois as Forças Políticas que estão se organizando para assumir numa eventualidade o lugar de Dilma tambem estão sendo investigadas e implicadas.

E vai ocorrer uma crise gravíssima abrir novos processos no STF (Supremo Tribunal Federal) envolvendo a nova liderança. O que é uma vergonha e não dá para entender como Cidadão Contribuinte é por que o Supremo Tribunal Federal ainda não deu inicio aos processos de julgamento dos POLÍTICOS em foro privilegiado na Operação Lava Jato.O custo disto para o Brasil é tremendo pois boa parte da confusão e do caos é por causa disto pois quem NÂO tem Foro privilegiadoestá sendo julgado e recebendo penas e os POLÌTICOS que muito provavelmente são culpados,continuam nos cargos de mando,votando e decidindo pelo nosso futuro.Uma vergonha! Precisamos de outro Governo, outra eleição para fazer estas mudanças?

Sim mas de repente um mandato tampão ou um Govern de coalizão de chance para algumas iniciativas para uma Reforma Política e do Pacto Federativo. Tivemos o exemplo do Ex Presidente Itamar Franco pós Ex Presidente Fernando Collor (saiu por Impeachment)que originou o inicio do Plano Real ...! Temos que cobrar e mudar.Este ano teremos eleição para Prefeito e Vereadores e a nossa recomendação é trocar todos pois foram coniventes e não defenderam a boa Gestão com corte de gastos e melhor aplicação do seu dinheiro (impostos).

*Fernando Souza Barros é  Diretor Executivo da Sincal

 

 

Veja tambÉm: