Estatísticas

Vaivém – Consumo de café no Brasil sobe menos que a média mundial

 

postado em 15/01/2016 | Há 2 anos

Mauro Zafalon

Esse volume, que inclui café torrado e moído mais café solúvel, representa uma evolução de 1% em relação a igual período anterior. Essa taxa é inferior à média de alta do consumo mundial.

A Abic indica que o consumo de café torrado e moído foi de 19,4 milhões de sacas, enquanto o de café solúvel ficou em 1,1 milhão de sacas no mesmo período.

As estimativas da entidade indicam que o brasileiro está consumindo 6,12 quilos de café verde por ano –o correspondente a 4,9 quilos de café torrado.

Há quatro anos o consumo interno de café está na casa dos 20 milhões de sacas. Nos últimos dez anos, no entanto, tem evolução acumulada de 32%.

O consumo de cafés em cápsulas e as chamadas monodoses, no entanto, têm evolução bem mais acelerada do que a de cafés torrado e moído comercializados em supermercados.

*Produção mundial cresce

A primeira estimativa de produção mundial da OIC (Organização Internacional do Café) indica uma safra de 143,4 milhões de sacas em 2015/16. Esse volume supera em 1,4% o de 2014/15. A produção do café tipo arábica será de 84,3 milhões de sacas.

O consumo mundial está próximo de 150 milhões de sacas, conforme estimativas da OIC de 2014. De 2011 a 2014, o crescimento médio anual de consumo foi de 2,4%, segundo a organização.

Esse crescimento é puxado pelo consumo nos países emergentes, onde a taxa anual de evolução é de 5,4%. Nos países exportadores, o aumento de consumo é de 2,1% ao ano, enquanto nos mercados tradicionais tem crescimento menor: 1,8%.

Por Mauro Zafalon

Vaivém das Commodities

Mauro Zafalon é jornalista e, em duas passagens pelaFolha, soma mais de 38 anos de jornal. Escreve sobre commodities e pecuária. Escreve de terça a sábado.

Fonte : Folha

 

Veja tambÉm: