Produção

Doenças ocorrem na cultura do café na região de São Pedro da União-MG

 

postado em 30/03/2015 | Há 2 anos

Por Fernando Barbosa


Podemos citar a ferrugem como a doença que mais ataca os cafés da região, neste ano de 2015. As lavouras de cafe em nossa região, passa por efeitos de esfriamento e o clima é temperado oscilando com chuvas frias e aquecendo entre intervalos durante o dia.

Entretanto, as doenças na região têm se agravado e gerado significativas perdas de ordens quantitativa e qualitativa e o que iremos obsevar nas fotos abaixo são cafés com aparência de cafés com aparecimento de manhas e chochamento, outro fator que tambem me chamou atenção, foi em um café de um vizinho próximo de minha propriedade, onde os cafés plantado são muito bem cuidado e com tratos culturais bem corrigido, mesmo assim estão com manchas de ferrugem e já estão com frutos com aparecimento da cercoporiose, também conhecida como olho pardo, mancha circular, mancha parda ou olho de pombo, é uma doença bastante antiga nos cafezais da região.

Em minha propriedade são cafés acima de 1,60metros e com uma produção média, os aparecimento da ferrugem é que está me causando mais preocupação, porque todas lavouras que visitei desde janeiro nos dias de campo, na maioria das veses comenta-se que pela ocilações da chuvas e o clima o aparecimento da ferrugem está em geral.

Na região de São Pedro e Nova Resende, o clima é ameno na maioria o tempo fica nublado o que é propicio para aparecimento das doenças. Ocorre principalmente em altitudes acima de 1000.metros como nossa região é montanhosa o trato com foliares é mais dificultoso e com preços de fungicidas estão muito mais caros que outros anos provocado pela alta do dolar, os produtores reduziram a quantidade de foliares a serem aplicadas, portanto vai afetar ainda mais o desfolhamento e consequentemente os frutos ficaram descobertos na hora da granação podendo ter uma influencia no madurecimento precoce.

Bom tirei essas fotos e peço que os engenheiros agrônomos tires as conclusões técnicas para que possa orientar os produtores onde os fungos estão atacando mais tambem orientar quanto as variedade queé mais propicios para regiã. Outro caso que acho importante, os produtores de café ficarem atentos as UD's (unidades Demonstrativas e os encontro da Cafeicultura.



 

 

Veja tambÉm: