Mercado

Fair Trade USA revela mudanças na certificação

 

postado em 27/01/2012 | Há 6 anos

A Fair Trade USA, principal certificadora terceirizada de produtos Fair Trade nos Estados Unidos, revelou um re-planejamento na rotulagem de certificação e revisões significantes em sua Política de Produtos com Múltiplos Ingredientes. As mudanças servirão melhor as necessidades dos produtores, negócios e consumidores que buscam o rótulo Fair Trade Certified para garantir padrões rigorosos, transparência e esforços para garantir que o maior impacto possível seja cumprido.

De acordo com a Política de Ingredientes revisada, que se aplica a todos os alimentos e produtos de cuidado pessoal, somente produtos que contêm 100% de Ingredientes Certificados Fair Trade poderão usar o rótulo Fair Trade Certitified. Produtos contendo pelo menos 20% de ingredientes Fair Trade terão agora o rótulo Fair Trade Certified Ingredients.

O rótulo Fair Trade Certified, agora encontrado em mais de 10.000 produtos nos Estados Unidos, garante aos compradores que os agricultores e trabalhadores que produziram esses produtos receberam preços e salários justos, trabalharam em condições seguras, protegeram o meio-ambiente e ganharam fundos de desenvolvimento de comunidade para fortalecer e melhorar suas comunidades.

O rótulo atualizado, um desvio significante com relação ao rótulo original preto e branco do Fair Trade Certified, pode ser usado em qualquer país do mundo. Foi designado para destacar visualmente os importantes benefícios do Fair Trade.

"O design mais claro e mais moderno ajuda o rótulo a se destacar melhor na prateleira, permitindo que os consumidores encontrem rapidamente produtos Fair Trade Certifiedonde compram, enquanto comunicam melhor a importância da certificação Fair Trade", disse o gerente de design gráfico do Fair Trade USA, Ivan Blackshear. "O uso do verde expressa os benefícios ambientais inerentes ao Fair Trade e a figura, 'o agricultor com uma cesta aberta' comunica a relação recíproca que temos com os agricultores que produzem nossos alimentos".

Essa é a primeira vez que o Fair Trade USA renovou seu logotipo desde o início da organização em 1998. As marcas são estimuladas a converter o logotipo atualizado nas embalagens até outubro desse ano, mas o Fair Trade USA continuará apoiando os rótulos velhos e novos para minimizar confusões no mercado.

"A Política de Ingredientes revisada reflete o compromisso de nossa organização para incluir mais produtores e trabalhadores no modelo Fair Trade e nosso desejo de elevar o nível para a transparência na certificação", disse o presidente e diretor executivo daFair Trade USA, Paul Rice. "Foi designado para oferecer a mais produtores Fair Tradea oportunidade de vender seus produtos no mercado global, capacitando mais companhias a ter um impacto significante através de obtenção responsável e comunicar precisamente aos compradores os benefícios sociais e ambientais da compra de produtos Fair Trade Certified".

Pela política revisada, somente produtos com 100% teor Fair Trade podem usar o rótulo. Para usar o rótulo de ingredientes:

a) 100% dos ingredientes comumente associados com o produto precisam ser Fair Trade Certified. Por exemplo, uma barra de chocolate precisa conter 100% de cacau certificado.

b) Para qualquer ingrediente individual Fair Trade Certified usado no produto, 100% desses ingredientes precisam ser certificados. Por exemplo, se o produto contém extrato de baunilha certificado, todo o extrato de baunilha desse produto precisa ser certificado.

c) O produto precisa conter pelo menos 20% de seus ingredientes Fair Trade Certifiedno total e todos os ingredientes que podem ser certificados precisam ser certificados, se o ingrediente estiver comercialmente disponível.

No caso de produtos com um só ingrediente, como chá e café, o Fair Trade USA continuará requerendo que 100% do produto seja Fair Trade Certified. A política também requer transparência total sobre todos os ingredientes contidos no produto.

Desde 2009, as vendas de produtos contendo ingredientes Fair Trade Certifiedresultaram em mais de US$ 3,4 milhões em prêmios para suportar o desenvolvimento de comunidades rurais em todo o mundo.
 
A reportagem é de Jenna Larson da Fair Trade USA, traduzida e editada pela Equipe CaféPoint.

 

Veja tambÉm: