Mercado

Rondônia: apoio à produção de café

 

postado em 25/01/2012 | Há 5 anos

Comunidade Manejo da Lavoura Cafeeira

ACIR GARANTE APOIO À PRODUÇÃO NO ESTADO

A construção de armazéns para estoque da produção de café, a renegociação da dívida com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) de R$ 240 mil e o apoio para o Prêmio Acaram Qualidade do Café. em Ji-Paraná. fizeram parte da pauta apresentada em reunião ao senador Acir Gurgacz (PDT) por representantes da Cooperativa dos Produtores de Ajuda Mútua (Coocaram). Rondônia nos últimos 20 anos sofreu um declínio com queda de 70% da produção na região Central do Estado, segundo a Emater. Em março uma audiência pública. em Cacoal, com a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), debaterá os investimentos e a crise na cafeicultura.

“Nós vamos realizar, no dia 30 de março. uma audiência pública com a equipe técnica do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Ministério da Agricultura. Secretária de Estado da Agricultura. cooperados e produtores de café”, para saber o que o governo pretende fazer para ajudar o produtor de Rondônia que planta café, disse Acir Gurgacz, defendendo ainda a ideia de ampliar a produção para atender ao mercado internacional. “Sabemos que melhorando a produção, vamos melhorar a qualidade de vida do homem do campo e a arrecadação do Estado”, justificou.

Nos últimos anos, em Rondônia, 90% dos investimentos foram canalizados para pecuária de corte e de leite A cafeicultura recebeu uma pequena fatia, cerca de 2%. Pior, o preço caiu em mais da metade nas regiões produtoras e a cultura ficou inviável em muitas propriedades no Estado, onde se colhia de 50 a 60 sacas por hectares, não chegava a 12 com a crise. “O café já teve seu momento de ascensão, mas com o passar do tempo a produção foi esquecida. O setor produtivo sentiu os impactos e principalmente a falta de atenção ao homem do campo. Hoje a realidade não é das melhores. Faltam incentivos e existem muitos produtores desacreditados”, disse Adalto Costa, economista e técnico agropecuário da Cooperativa dos Produtores Rurais Organizados de Ajuda Mútua (Coocaram).

Na reunião com o senador Acir Gurgacz, o gerente de articulação da Coocaram Leandro Martins, apresentou projetos de investimentos em café orgânico no sentido de obter apoio para ampliar a estrutura física em seis associações da região e dar suporte para controle de rastreabilidade, fomento à produção e renegociação da dívida. O presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária se prontificou em agendar uma audiência com a equipe da Conab para negociação do débito e garantia de apoio para que o Estado retome sua produção. que caiu de 2.2 milhões sacas para 1.4 milhão. O projeto de construção dos armazéns está orçado em R$ 1.6 milhão para atender a 600 famílias em sete municípios.

“Foi uma reunião produtiva com apresentação de nossas demandas_ No memento, onde a cafeicultura está um tanto desacreditada em Rondônia,a partir desse investimento que apresentamos ao senador esperamos avançar um pouco mais a produção em nossa região. A concretização desse projeto trará uma série de benefícios à agricultura familiar e ao homem do campo’. destacou Leandro, articulador da Coocaram.

 

Diário da Amazônia

 

Veja tambÉm: