Mercado

Preço de mercado das lavouras do Norte fecha 2011 em queda

 

postado em 23/01/2012 | Há 5 anos

Caiu em 8,9% o valor bruto da produção das lavouras localizadas na Região Norte do País. A informação é de levantamento do Ministério da Agricultura, divulgado nesta semana. Os dados apontam que o Brasil encerrou o ano de 2011 com preço de mercado total de R$ 205,9 bilhões – o melhor já registrado desde o início do acompanhamento.

O desempenho das lavouras nortistas foi o único negativo registrado entre as cinco macrorregiões brasileiras. Na média nacional, as estatísticas obtiveram expansão de 11,9%. O maior responsável pelo crescimento foi o Centro-Oeste, com 30,7% de evolução. Em seguida aparecem Nordeste (17,3%), Sul (8,3%) e Sudeste (7,6%).

As projeções para este ano são de uma safra nacional de 160,0 milhões de toneladas. O valor da produção das principais lavouras previsto para 2012 é de R$ 216,2 bilhões, 5 % superior ao de 2011. Os dois valores são dos mais elevados historicamente.

Elaborado pela Assessoria de Gestão Estratégica desde 1997, o Valor Bruto da Produção é calculado com base na produção e nos preços praticados no mercado das 20 maiores lavouras do Brasil. Para realizar o estudo, são utilizados dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O VBP é correspondente à renda dentro da propriedade e considera as plantações de soja, cana-de-açúcar, uva, amendoim, milho, café, arroz, algodão, banana, batata-inglesa, cebola, feijão, fumo, mandioca, pimenta-do-reino, trigo, tomate, cacau, laranja e mamona.

Autor: Redação - portalamazonia@redeamazonica.com.br 

 

Veja tambÉm: