Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - N.Y. encerrou as operações em campo positivo, a posição março trabalhou entre a mínima de -1,50 e máxima de 2,95 pontos, fechando co

 

postado em 20/01/2012 | Há 6 anos

Infocafé de 19/01/12    

 
MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.
Sul de Minas R$ 520,00 R$ 480,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 520,00 R$ 480,00 Março/2012 226,65 +1,80
Alta Paulista/Paranaense R$ 490,00 R$ 460,00 Maio/2012 229,70 +1,85
Cerrado R$ 530,00 R$ 490,00 Setembro/2012 235,00 +2,25
Bahiano R$ 490,00 R$ 460,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Cons Inter.600def. Duro R$ 385,00 R$ 365,00 Março/2012 306,35 +1,35
Cons Inter. 8cob. Duro R$ 395,00 R$ 385,00 Setembro/2012 295,00 +3,75
Dólar Comercial: R$ 1,7670 Dezembro/2012 297,95 +4,20

N.Y. encerrou as operações em campo positivo, a posição março trabalhou entre a mínima de -1,50 e máxima de 2,95 pontos, fechando com +1,80.

O dólar encerrou o dia em alta de 0,11%. A tarde, a moeda americana renovou a mínima e a máxima num período de pouco menos de uma hora, diante das incertezas dos investidores sobre o resultado das negociações da Grécia com os credores privados, que pode ser anunciado amanhã. Internanmente, os agentes financeiros estão atentos em eventual movimento do Banco Central no câmbio, porque, segundo fontes, o Ministério da Fazenda teria dito estar atento à queda recente do dólar e ao comportamento do ambiente internacional. O temor de que a Grécia possa vir a declarar o default de sua dívida está presente nas mesas de operação há vários dias e teria crescido hoje, após o presidente do banco central grego, George Provopoulos, alertar que o futuro do país den tro da zona do euro estará em risco se o governo não conseguir cumprir seu programa de reformas e corrigir problemas do passado. O euro retomou à tarde o patamar de US$ 1,29, a moeda comum europeia ganhou sustentação hoje dos leilões bem-sucedidos de bônus de França e Espanha. Nos EUA, os indicadores vieram mistos e os resultados trimestrais do Bank of America e do Morgan Stanley agradaram.

 A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizará amanhã 20/01 a partir das 9 horas, um leilão de 4.008.094 kg de café (66.802 sacas de 60 kg), conforme aviso de venda 015/12. O preço de abertura é de R$ 6,9417 ou R$ 416,50 a saca, para os lotes 1 a 152 (depositados em Minas) e o mesmo R$ 6,9417 o kg para os lotes 153 a 155, depositados em São Paulo.

As exportações de café do Vietnã no ano-safra 2011/12 provavelmente cairão 13% em relação ao ano anterior, para 1 milhão de toneladas, uma vez que os produtores seguram os grãos colhidos à espera de preços internos melhores, segundo traders e autoridades da indústria. O país, segundo principal exportador de café do mundo, já embarcou quase 300 mil toneladas nesta temporada, que começou em 1º de outubro de 2011, ante mais de 430 mil toneladas no mesmo período de 2010/11, informou Nguyen Viet Vinh, secretário-geral da Associação Vietnamita de Café e Cacau. "As vendas dos produtores caíram 50% na comparação com o ano anterior, então os exportadores não conseguirão elevar o nível dos seus estoques", acrescentou ele. As informações são da Dow Jones.

O leilão internacional pela internet dos 25 lotes vencedores do 12º Concurso de Qualidade Cafés do Brasil - Cup of Excellence 2011, encerrado no fim da tarde de ontem, arrecadou US$ 503.291,69. O destaque foi o lote de 22 sacas da Fazenda Rainha, vencedor do certame, que foi arrematado pelo valor de US$ 67.222,66 (US$ 23,10 por libra-peso). Isso corresponde a US$ 3.055,57 a saca de 60 kg, ou perto de R$ 5.500,00 a saca, ao câmbio de R$ 1,76. A saca de café convencional é negociada atualmente por cerca de R$ 500,00. O produto foi comprado em conjunto pela japonesa Kyokuto Fadie Corporation, Time`s Club for C-COOP, Coffee Libre e Tashiro Coffee Co. Ltd.
Localizada em São Sebastião da Grama (SP), na mogiana paulista, a Fazenda Rainha é de propriedade do grupo Fazenda Sertãozinho Ltda, que desde 2006 tem a marca Café Orfeu para o mercado interno. A Fazenda corresponde a uma área total de 1.091 hectares, 280 hectares dos quais destinados ao plantio de café das variedades bourbon amarelo, icatu, catuaí e mundo novo, em altitude média de 1.300 metros. Em comunicado, o agrônomo e diretor da fazenda, José Renato Gonçalves Dias, disse que a altitude elevada e o clima frio e seco durante o período de colheita favorecem a produção dos cafés de melhor qualidade. Segundo ele, são cafés com bebida mole, muito adocicada, com acidez equilibrada e aromas intensos. O lote recordista obteve nota 91,41 no Cup of Excellence (numa escala de zero a 100) concedida por um júri internacional composto por torrefado res, baristas, importadores e donos de coffe shops, que o elegeu como o melhor café da safra 2010/11. O concurso é promovido pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), em parceria com a Apex-Brasil, a Alliance for Coffee Excellence (ACE) e a Agricafé.


 

Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini
 

Veja tambÉm: