Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - O mercado cafeeiro finalizou as operações nesta terça-feira estavél

 

postado em 23/11/2011 | Há 6 anos

Infocafé de 22/11/11.    

 
MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.
Sul de Minas R$ 530,00 R$ 490,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 530,00 R$ 490,00 Dezembro/2011 232,90 +0,70
Alta Paulista/Paranaense R$ 505,00 R$ 485,00 Março/2012 236,90 -0,10
Cerrado R$ 540,00 R$ 500,00 Maio/2012 239,10 -0,25
Bahiano R$ 505,00 R$ 485,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Cons Inter.600def. Duro R$ 370,00 R$ 350,00 Dezembro/2011 316,65 -1,00
Cons Inter. 8cob. Duro R$ 390,00 R$ 375,00 Março/2012 316,95 -0,75
Dólar Comercial: R$ 1,8060 Maio/2012 308,60 -0,45


O mercado cafeeiro finalizou as operações nesta terça-feira estavél. Em N.Y. a posição março trabalhou entre a máxima de +0,90 pontos e mínima de -2,40 fechando com -0,10 pts, em dia de poucos negócios por causa do feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos, na quinta-feira, prevaleceram as preocupações com as finanças da zona do euro.

A insegurança dos agentes financeiros com os Estados Unidos e a Europa manteve os mercados sem direção única nesta terça-feira. Após reproduzir aqui a volatilidade do segmento externo de moedas, o dólar à vista fechou estável, mas ainda acima de R$ 1,80 pelo segundo dia consecutivo. Com um volume de negócios um pouco maior em meio ao fluxo cambial positivo, o dólar comercial terminou cotado a R$ 1,8060 (estável), após acumular alta de 3,56% nas cinco sessões anteriores. O dólar por aqui firmou-se em baixa a partir do meio da tarde, após o euro se fortalecer em relação à moeda dos Estados Unidos com a notícia de que o FMI aprovou duas novas linhas de crédito. Uma das linhas poderá permitir que os países tomem empréstimos de até dez vezes o valor de sua contribuição para o Fundo.  Antes disso, várias notícias sust entaram o vaivém do dólar. No começo do dia, a moeda recuou em meio a certo alívio dos investidores com a decisão das principais agências de classificação de risco de manter inalterados os ratings dos EUA apesar do fracasso das negociações do supercomitê para reduzir despesas do orçamento do país, que favoreceu o avanço da moeda. Depois, no entanto, as más notícias minaram o ambiente de negócios. O Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA cresceu à taxa anualizada de 2,0% no terceiro trimestre, segundo dados revisados, numa leitura menor do que o dado inicial, de expansão de 2,5%, e também abaixo da estimativa dos analistas ouvidos pela Dow Jones, de 2,3%. Na Europa, subiu a taxa de retorno ao investidor dos títulos da Espanha vendidos em leilão assim com foi recorde o custo do segur o da dívida (CDS) do país, da Bélgica, da França e até da Alemanha. No mercado local, os dados do setor externo brasileiro em outubro não surpreenderam, apesar da primeira queda no ano do Investimento Estrangeiro Direto, que foi atribuída à base forte de comparação em 2010 e também à crise internacional. O fluxo cambial em novembro até o dia 18 foi positivo em US$ 1,207 bilhão, com entrada líquida pela conta comercial US$ 1,399 bilhão no período e saídas financeiras líquidas de US$ 191 milhões Já a posição dos bancos no mercado cambial está comprada em US$ 3,386 bilhões em novembro até o dia 18. O valor é ligeiramente menor que o observado no fechamento do mês de outubro (de US$ 3,713 bilhões).

O Conselho Nacional do Café (CNC), órgão que reúne as principais cooperativas do setor no País, acaba de definir que o ex-deputado federal Silas Brasileiro ocupará o cargo de presidente executivo, posto que foi criado no novo estatuto da entidade, definido durante assembleia realizada em agosto passado. Conforme o novo estatuto do CNC, a gestão do presidente executivo terá o apoio do conselho representativo de todas as regiões produtoras de café, o qual será coordenado por Maurício Miarelli, ex-presidente da instituição. Silas Brasileira é formado em Administração de Empresas e já foi prefeito de Patrocínio (MG). Foi eleito deputado federal por três vezes consecutivas (1994/2006). Nas eleições de 2006, ficou na segunda suplência. Em maio de 2007, Brasileiro assumiu a Secretaria-Executiva do Ministério da Agricultura, exercendo a função até maio de 2009. Em junho de 2009, ele reassumiu o cargo legislativo na Câmara dos Deputados. Em 2010, participou das eleições para deputado federal, ficando com a primeira suplência.

O presidente do Centro do Comércio de Café do Estado de Minas Gerais, Archimedes Coli Neto, recebeu a confirmação da presença do Secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Elmiro Nascimento, no I Seminário de Café do CCCMG. Ele representará o Governador de Minas Gerais, Antônio Anastasia, que não poderá comparecer ao evento devido a compromissos de agenda. O I Seminário de Café do CCCMG acontece nos dias 24 e 25 de novembro, no Theatro Capitólio, em Varginha, Sul de Minas Gerais. O evento, que promete ser um dos mais significativos da região e do Estado, pretende reunir todas as pessoas e empresas ligadas à cafeicultura. As vagas para o evento são limitadas e estão se encerrando. O custo da entrada é de R$ 50,00, válida para os dois dias. As inscrições podem ser feitas pelo telefo ne (35) 3214-2122 ou através do email secretaria@cccmg.com.br. As informações são do Portal do Conselho Nacional do Café.

A variedade de aromas e sabores do café brasileiro será mostrada durante a 10º Café Show 2011, de 24 a 27 de novembro, em Seul, na Coreia do Sul. Com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), a Associação Brasileira de Cafés Especiais (Brazil Specialty Coffee Association - BSCA, na sigla em inglês) participa da feira que deve receber milhares de participantes de países consumidores e produtores. O evento é uma oportunidade para as associações e cafeicultores estabelecerem contatos e realizar negócios. Esta participação se dará por meio de estande dos Cafés do Brasil, de 36 m², onde serão servidos cafés especiais brasileiros de várias regiões produtoras. Entre elas estão Chapada Diamantina (BA), Montanhas do Espí rito Santo, Centro-Oeste de São Paulo, Mogiana Paulista, Cerrado Mineiro, Matas de Minas, Sul de Minas e Norte Pioneiro do Paraná, com recepção para potenciais clientes. Nos dias 25 e 26 de novembro, no estande brasileiro, haverá sessões de cupping de cafés que representem a safra brasileira 2011 - Taste of the Harvest 2011. Os participantes poderão degustar, na xícara, a qualidade de amostras de cafés brasileiros de produtores associados da BSCA e dos vencedores do 12º Concurso de Qualidade Cafés do Brasil - "Cup of Excellence" - Edição 2011. Trata-se dos melhores grãos nacionais produzidos nesta safra, cujos lotes participarão do concorrido leilão, via internet, em janeiro de 2012. Durante a feira Café Show, no dia 24 de novembro, será realizado o seminário institucional sobre os Cafés do Brasil, com duas palestras. Luiz Paul o Dias Pereira Filho, presidente da BSCA, apresentará as diversas regiões produtoras, as certificações brasileiras, o histórico dos cafés especiais no país e a atuação da BSCA. Já o classificador Sílvio Leite, um dos profissionais mais respeitados no mercado internacional de cafés especiais, fará uma apresentação sobre a qualidade, os diferenciais e as características do produto brasileiro. O especialista vai falar também dos três métodos de preparo de secagem de café utilizados no Brasil: natural, cereja descascado e despolpado, e ficará à disposição dos visitantes do estande para apresentar detalhamentos técnicos. De acordo com os organizadores, a edição de 2010 contou com a participação de 205 expositores de 18 países, 520 estandes e cerca de 65.000 visitantes. Conhe ça a feira: www.cafeshow.co.kr .


 

Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini
 

Veja tambÉm: