Mercado

ES vai realizar Conferência Internacional do Café Conilon em 2012

 

postado em 29/10/2011 | Há 5 anos

28/10/2011

Leandro Abreu Ascom Incaper

Para comemorar os 100 anos do café conilon no Brasil em 2012, o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e 18 entidades envolvidas na cadeia produtiva do café no Espírito Santo vão realizar a Conferência Internacional do Café Conilon, prevista para ocorrer no período de 12 e 14 de junho do próximo ano. Nesta quinta-feira (27), foi realizada uma reunião na sede do Instituto, em Vitória, iniciando as discussões para definir a programação do evento.
 
A conferência, que será realizado no período da colheita do café, abordará temas da área tecnológica, promovendo a discussão com a comunidade científica e representantes dos setores envolvidos na cadeia produtiva do café conilon, com os temas associados à produção, qualidade, mercado, industrialização, entre outros, que visem garantir o aumento da competitividade do produto e a sustentabilidade da produção.
 
A reunião preliminar da organização da Conferência foi presidida pelo pesquisador do Incaper e coordenador estadual de café, Romário Ferrão, e contou com a presença do diretor-presidente do Instituto, Evair de Vieira de Melo, representantes de diversos setores de produção do conilon, como a Cooperativa Agrária dos Cafeicultores de São Gabriel (Cooabriel), do Centro de Comércio de Café de Vitória, dos ministérios da Agricultura e da Ciência e Tecnologia.
 
Os trabalhos tecnológicos realizados nos principais países produtores de conilon: Brasil, Vietnã, Costa do Marfim e Uganda terão um enfoque especial durante a programação. Outro ponto da reunião foi a questão do cooperativismo, e o Espírito Santo tem a maior cooperativa de café conilon do mundo, além da associação dos produtores, entidades estas que podem auxiliar na transferência de conhecimento tecnológico para implementação na produção agrícola.
 
O público-alvo da conferência serão pesquisadores, técnicos, professores, estudantes universitários, extensionistas, lideranças de associações e cooperativas, empresários, produtores e outros interessados no tema.
 

Veja tambÉm: