Mercado

Café: Brasil ganha direção da OIC

Robério Silva, diretor do Departamento do Café do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, é o novo diretor da Organização Internacional do Café

 

postado em 29/09/2011 | Há 6 anos

Brasília (29/09/2011) - Robério Silva é o novo diretor-executivo da Organização Internacional do Café (OIC) com mandato de cinco anos (2011 a 2016). A eleição ocorreu na 107ª sessão do Conselho Internacional do Café, em 29 de setembro de 2011, em Londres (Inglaterra). Os outros dois países que buscavam representação na direção da OIC eram o México e a Índia. No dia de ontem, o representante indiano, Krishna Rau, abandonou a disputa e apoiou oficialmente o diretor do Departamento do Café do Ministério da Agricultura.

O novo diretor-executivo da OIC foi confirmado hoje depois que o mexicano Rodolfo Taubert retirou a sua candidatura. “Após três dias de negociações, o presidente do Conselho da OIC consultou as delegações e constatou o apoio ao Brasil de 80% dos países produtores de café”, afirma o secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Manoel Bertone. Caso a eleição fosse para votação, o candidato precisaria de 70% dos votos dos países produtores e 70% dos consumidores. Após a retirada da candidatura mexicana, os países importadores não precisaram demonstrar seus votos. “Os dois países tinham apoios importantes. O México teve uma postura extremamente ética e retirou sua candidatura buscando o fortalecimento da organização”, acredita Bertone.

A conquista da representação brasileira na OIC foi resultado de uma promoção conjunta realizada pelo governo federal. Os embaixadores Marcos Vinicius Pinta Gama e Valdemar Carneiro Leão, representantes do Ministério das Relações Exteriores, assim como o secretário de Relações Exteriores do Ministério da Agricultura, Célio Porto, defenderam a indicação de Robério Silva ao cargo junto aos países produtores. A última vez em que um brasileiro dirigiu a OIC foi no período de 2000 a 2002, com Celsiu Lodder. Atualmente, o brasileiro José Sette dirige interinamente a entidade, depois da saída antecipada do colombiano Nestor Osório.

O candidato

Robério Silva é economista, formado pela Universidade Federal de Minas Gerais, executivo com 18 anos de experiência no mercado internacional e sete anos no governo federal. Já desempenhou atividades nos Ministérios da Agricultura, Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fazenda e Gabinete Civil da Presidência da República. Ocupa hoje a direção do Departamento do Café do Ministério da Agricultura e esteve à frente do cargo em momento de conquistas para a cafeicultura brasileira, com a melhoria dos preços no mercado internacional e a retomada do prestígio do café brasileiro junto aos torrefadores internacionais. (Débora Bazeggio)

 

Veja tambÉm: