Mercado

19ª edição do Seminário do Café é aberta oficialmente nesta quarta-feira

 

postado em 29/09/2011 | Há 5 anos

Rosângela Lima Reis
ASCOM ACARPA

Mudança no layout, ampliação do espaço para maquinários e praça de alimentação, palestras internacionais e 2ª Rodada de Negócios são novidades desta edição.

A 19ª edição do Seminário do Café  foi aberta oficialmente nesta quarta-feira (28) contando com a presença de um grande público e diversas autoridades locais, estaduais e federais.  A cerimônia de abertura contou com a presença do Presidente da Acarpa - Marcelo Queiroz; Presidente da Federação dos Cafeicultores do Cerrado -  Francisco Sérgio de Assis; Deputado Estadual -  Deiró Marra; Prefeito de Patrocínio - Lucas  Siqueira,  Coordenador Geral de Apoio às Câmaras Setoriais e Temáticas – Aguinaldo José de Lima;  Gerente de Agronegócio do SEBRAE Minas – Priscila Lins; Presidente da Câmara Municipal de Patrocínio – Alberto Sanarelli,  Secretário de  Estado da  Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Elmiro Alves Nascimento;  dentre outros.

A solenidade contou com a presença dos líderes do café da Região do Cerrado Mineiro, cafeicultores que acreditam num sonho e que hoje vivenciam uma realidade promissora, de reconhecimento nacional e internacional, pelo DNA  de pioneirismos e empreendedorismo. Estavam presentes os presidentes das associações e cooperativas que compõem o Sistema Café da Região do Cerrado  Mineiro.

O Secretário de Estado de Agricultura, Elmiro Alves Nascimento, destacou a importância de Patrocínio no cenário agrícola nacional, enaltecendo a qualidade do café produzido no município. O secretário disse que o Governo Estadual pretende fazer o  georreferenciamento do café, consolidando a cafeicultura não só em Minas Gerais, mas também em todo o Brasil. Na oportunidade, foi assinado  o Termo de Cooperação Técnica entre o Programa de Certificação do Estado “Certifica Minas” com o Programa de Certificação da Região do Cerrado Mineiro. Trata-se do protocolo de intenção quantitativo e qualitativo do parque cafeeiro do estado de Minas Gerais. O Diretor Executivo da Federação dos Cafeicultores, José Augusto Rizental informou que este programa vai mapear a cafeicultura e irá mostrar quais são as características sensoriais dos cafés em todas as regiões de Minas Gerais. “Este programa trará grandes benefícios aos produtores, como informações do parque cafeeiro para criar políticas públicas e também informações técnicas para trabalhar os mercados de cafés diferenciados”. Afirma José Augusto.

Marcelo Queiroz em seu discurso ressaltou que esta  19ª edição do Seminário do Café está acontecendo pela primeira vez, após o lançamento da estratégia inovadora com o objetivo de se produzir mais e realizar melhores negócios, visando o reconhecimento dos produtores e o desenvolvimento da região, que aconteceu em 19 de abril deste ano, consolidando uma nova percepção para a Região do Cerrado Mineiro, que é a de ser “uma região de atitude” para o novo mundo do café. “ Com este ideal, anexamos a expressão do nosso propósito e a nossa visão de futuro lançando a nova logomarca, que já está direcionando, inspirando e impulsionando a Região do Cerrado Mineiro para o futuro. Essa estratégia contou com o apoio do SEBRAE-MG e se baseia no conceito “Café de Atitude”, que incorpora todos os aspectos produtivos sociais e culturais da Região do Cerrado Mineiro. Nosso produto é ético, rastreável e de alta qualidade. Foi alicerçado nesta filosofia que preparamos esta edição.” Salienta.

“Uma de nossas metas tem sido o apoio aos pequenos produtores, promovendo as condições de trabalho mais saudáveis e maiores incentivos de comercialização após a colheita.”Finaliza Marcelo.

No período da tarde foi realizado o Painel Técnico com os temas: Poda, espaçamento e implantação da lavoura; Climatologia e suas influências na lavoura cafeeira e Variedades de café arábica para a Região do Cerrado Mineiro com os Professores Roberto Antônio Thomaziello, Rogério Remo Alfonsi e Luiz Carlos Fazuoli, respectivamente.

 

Veja tambÉm: