Mercado

Baixa oferta eleva preço do café em NY

 

postado em 31/08/2011 | Há 6 anos

31 de agosto de 2011 | 0h 00


 Ana Conceição - O Estado de S.Paulo

Os preços do café arábica atingiram, ontem, o maior nível desde o início de maio na Bolsa de Nova York e o mercado sinaliza que pode chegar novamente ao patamar recorde de 300 centavos de dólar por libra-peso registrado neste ano. O contrato para entrega em dezembro subiu 0,79%, cotado a 286,70 centavos. Segundo corretores ouvidos pela agência Dow Jones, a boa demanda pelo grão num momento de oferta apertada continua a inflar o valor da commodity, que subiu 21% nas últimas três semanas.


Mas na avaliação do banco holandês ABN Amro o mercado de café pode ficar mais vulnerável ao noticiário macroeconômico, caso a economia mundial continue a mostrar sinais de deterioração. "Na medida em que as incertezas aumentam no cenário econômico mundial, o café e outras soft commodities permanecerão à mercê do sentimento dos investidores", disse o banco em relatório. O ABN manteve sua estimativa de excedente mundial de 690 mil sacas de 60 quilos de café arábica na safra 2011/12, com produção de 80,97 milhões de sacas para um consumo global de 80,28 milhões de sacas.

Em Chicago, o milho subiu sustentado pelos resultados decepcionantes das primeiras áreas colhidas nos EUA. Os danos causados pela seca parecem maiores que o esperado. O contrato dezembro subiu 0,68%, para fechar em US$ 7,7525/bushel.


 

 

Veja tambÉm: