Mercado

Sob suspeita, irmão de Jucá deixa cargo na Conab

Acusação é de liberação de pagamento irregular

 

postado em 24/07/2011 | Há 6 anos

Folha de São Paulo

DE BRASÍLIA

Suspeito de liberar irregularmente um pagamento de R$ 8 milhões, Oscar Jucá Neto, diretor financeiro da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), pediu demissão na quinta-feira.

A exoneração deve ser publicada nos próximos dias no "Diário Oficial da União", segundo o Ministério da Agricultura, ao qual a Conab é subordinada. A Casa Civil confirmou ontem que o pedido de demissão foi aceito.

O diretor é irmão do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR).

O pagamento foi feito para a empresa de armazenagem Renascença. Segundo reportagem da revista "Veja", para o pagamento, foi preciso usar um fundo exclusivo para compra de alimentos.

O uso do dinheiro ocorreu, segundo a revista, sem o conhecimento da presidência da Conab e do ministro da Agricultura, Wagner Rossi.

Texto da revista diz também que a Renascença está em nome de dois laranjas.

Até a conclusão desta edição, Neto não foi localizado.

 

Veja tambÉm: