Mercado

Guatemala incrementará rendimentos por exportações de café

 

postado em 23/07/2011 | Há 6 anos

Guatemala, 22 jul (Prensa Latina) Um incremento em 150 milhões de dólares em relação à colheita anterior esperam os exportadores guatemaltecos de café na campanha que irá começar no próximo mês de agosto, soube-se em um congresso que se conclui hoje neste país.

  O presidente da Associação Nacional do Café (Anacafé), Ricardo Villanueva, precisou essa alta para as vendas ao exterior do produto coletado de agosto a outubro de 2012 em relação com idêntico período do ano passado, quando foram 850 milhões de dólares.

Estatísticas da Anacafé indicam que da colheita anterior se exportaram 4,5 milhões de sacos e para a próxima se estima que serão 4,6 milhões.

Lidera as compras de café guatemalteco os Estados Unidos, com 38 por cento do total, seguido pelo Japão (15), Canadá e a Alemanha (9,0).

Villanueva destacou como esses incrementos contribuirão ao desenvolvimento do país e favorecerão a situação trabalhista pois esse é o setor que gera mais oportunidades de trabalho, na atualidade com mais de 500 mil empregos diretos.

Informou sobre a manutenção em 250 dólares por saco do preço do grão no mercado internacional, o qual representa uma boa cotação para os cafeicultores guatemaltecos pela primeira vez em muitos anos.

Durante o congresso nacional, em sua edição 22, centenas de cafeicultores escutam um bom número de conferências, cujo objetivo é lhes permitir obter novos conhecimentos para melhorar os processos de produção competitiva de cafés de qualidade.

Essas 29 palestras ao todo, além de duas oficinas programadas, abarcam diversos temas técnicos, de mercado e promoção, entre outros.

 

 

Veja tambÉm: