Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - Encerramos as operações no mercado cafeeiro desta sexta-feira em campo positivo

 

postado em 23/07/2011 | Há 6 anos

Infocafé de 22/07/11.    

 
MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.
Sul de Minas R$ 465,00 R$ 435,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 465,00 R$ 435,00 Setembro/2011 241,50 +0,70
Alta Paulista/Paranaense R$ 455,00 R$ 425,00 Dezembro/2011 245,75 +0,85
Cerrado R$ 475,00 R$ 465,00 Março/2012 248,65 +1,00
Bahiano R$ 455,00 R$ 425,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Cons Inter.600def. Duro R$ 310,00 R$ 285,00 Setembro/2011 317,15 +1,50
Cons Inter. 8cob. Duro R$ 320,00 R$ 310,00 Dezembro/2011 316,60 +1,60
Dólar Comercial: R$ 1,5550 Março/2012 302,30 +1,80

Encerramos as operações no mercado cafeeiro desta sexta-feira em campo positivo. Sem novidades fundamentais, N.Y. operou entre a mínima de -3,50 e máxima de +4,80 pontos, finalizando com +0,70. No acumulado da semana registramos -12,05 pontos.

O dólar encerrou os trabalhos desta sexta-feira estável. Segundo operadores de câmbio consultados pela Agência Estado, o patamar de R$ 1,55 reacende o temor de novas medidas cambiais. O fluxo cambial hoje, foi aparentemente equilibrado. Como a Europa, está de um jeito ou de outro, resolvendo seu problema com as dívidas, os Estados Unidos também devem encontrar uma saída, a expectativa de um dólar mais fraco persiste. O Banco Central realizou dois leilões de compra de moeda. Além disso, o patamar de R$ 1,55 vem sendo defendido fortemente no mercado por grandes bancos e fundos de hedge, por meio de operações conhecidas por "opção de barreira", que acabam direcionando a formação de preço à vista, disseram operadores de bancos e corretoras consultados pela Ag&ecir c;ncia Estado.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizou dois leilões de café hoje. O primeiro, aviso de venda 283, não negociou nenhum lote da oferta total de 1.206.082 kg (20.101 sacas) de café em grãos, safra 2002/2003, referente aos contratos de opção, depositados em Minas Gerais, que teve o preço de abertura em R$ 6,3334 o quilo (R$ 380 a saca). Em seguida, a estatal vendeu toda a oferta de 149.435 kg de café em grãos ensacados (2.491 sacas), dos estoques governamentais sob a gestão do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), depositado no Espírito Santo, conforme aviso de venda 284. O preço de abertura era de R$ 3,4800 (R$ 208,80 a saca). O preço mínimo foi de R$ 3,7250 (R$ 223,50) e o valor máximo alcançou R$ 4,0150 (R$ 240,90). O governo arrecadou R$ 576.309,39.

A safra de café da Índia na próxima temporada deve atingir uma máxima recorde de 322.250 toneladas devido à melhora da produção de grão arábica e às chuvas favoráveis nas principais regiões de cultivo, informou o Conselho de Café do país. Previsões de uma colheita maior na Índia, terceiro maior produtor de café na Ásia, podem reduzir ainda mais os preços globais da commodity. Em Londres, as cotações do tipo robusta caíram para os menores níveis em seis meses nesta semana, conforme temores de perdas na safra brasileira. O país exporta cerca de dois terços da produção doméstica, com os embarques destinados principalmente para Europa. O Conselho de Café normalmente libera duas estimativas por ano. A pr imeira é após a fase de floração, em junho ou julho, e a segunda depois das chuvas de monções, em novembro ou dezembro. A produção total de grão arábica deve subir 11% no ano-safra 2011/12, para 104.525 toneladas, enquanto a de robusta deve crescer cerca de 5% no período, para 217.725 toneladas, de acordo com o conselho. As informações são da Dow Jones.

As exportações de café do Vietnã em julho devem cair 38,2% em termos de volume e 5,8% em valor na comparação com igual período do ano anterior, segundo o Escritório Geral de Estatísticas. Os embarques do grão neste mês devem somar 55 mil toneladas, ou 916.700 sacas, avaliadas em US$ 130 milhões. No mesmo período de 2010,  o Vietnã exportou 89 mil toneladas, o equivalente a US$ 138 milhões. O escritório revisou a projeção das exportações em junho para 67 mil toneladas, abaixo da previsão anterior de 80 mil toneladas. Desde o início do ano-safra 2010/11, o país embarcou 1,086 milhão de toneladas, ou 18,1 milhões de sacas, volume 6% superior ante 2009/10. As exportações no período somaram US$ 2,287 bilh&otilde ;es, alta de 58% frente à temporada anterior. As informações são da Dow Jones.


 

Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini
 

Veja tambÉm: