Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - N.Y. finalizou as operações nesta segunda-feira em campo positivo

 

postado em 27/06/2011 | Há 6 anos

Infocafé de 27/06/11.

MERCADO INTERNO
BOLSAS N.Y. E B.M.F.
Sul de Minas R$ 490,00 R$ 470,00
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 490,00 R$ 470,00 Julho/2011 250,15 +1,15
Alta Paulista/Paranaense R$ 480,00 R$ 460,00 Setembro/2011 251,05 +0,55
Cerrado R$ 500,00 R$ 490,00 Dezembro/2011 254,85 +0,45
Bahiano R$ 480,00 R$ 460,00
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Cons Inter.600def. Duro R$ 300,00 R$ 285,00 Julho/2011 324,65 +1,75
Cons Inter. 8cob. Duro R$ 310,00 R$ 300,00 Setembro/2011 324,70 +1,75
Dólar Comercial: R$ 1,5960

Dezembro/2011

322,90 +1,60

N.Y. finalizou as operações nesta segunda-feira em campo positivo, a posição setembro alternou entre baixa e alta durante o todo pregão, a mínima registrada foi de -3,00 pontos e máxima de +2,55 fechando com +1,15 pts. No interno as atenções estiveram voltadas para o clima, para a madrugada de hoje a Climatempo prevê temperaturas baixas em algumas cidades da Mogiana e Sul de Minas Gerais, indicando temperatura em torno de 1º a 3º.

O dólar encerrou o dia em queda de 0,50% cotado a R$ 1,5960. A moeda americana entra na última semana do primeiro semestre em baixa ante o euro e o real, reagindo a fatores que também ajudaram a amparar os ganhos das Bolsas norte-americanas, das principais praças europeias e da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Segundo operadores, o ambiente tranquilo em questão dos negócios, foi criado diante da maior confiança dos investidores em um socorro financeiro à Grécia, a exigência menor que a esperada de aumento de capital para os principais bancos centrais do mundo definida pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS) neste final de semana e os comentários sobre fluxo cambial favorável ao Brasil.
O Banco Central realizou um leilão de compra a vista e fixou a taxa de corte em R$ 1,5952. A entidade também informou que faria hoje, das 18h às 18h30, uma pesquisa de demanda para eventual realização de leilão de swap cambial reverso amanhã. Se for confirmada demanda, a operação será feita para a rolagem do vencimento em 1º de julho de cerca de 33.900 contratos de swap cambial reverso, equivalentes a cerca de US$ 1,7 bilhão.

O Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e o Simepar emitiram hoje aviso de geada no Estado. A previsão é de intensificação do frio com formação de geadas em todo o Estado, inclusive na região norte, onde estão instaladas as principais lavouras de café. De acordo com o comunicado, geadas de fraca a moderada intensidade são previstas para as regiões norte e centro da região cafeeira na noite desta segunda para a madrugada de terça-feira. Geadas de moderada intensidade a forte são esperadas no centro-sul da região cafeeira. O Iapar recomenda enterrar mudas de café com até 6 meses de campo. Viveiros devem ser protegidos. Nas demais lavouras deve-se fazer o chegamento de terra junto ao tronco para proteção da geada conhecida como `de canela`. Segundo o Iapar, apenas no litoral não deve gear, mas ainda assim o frio deve ser intenso. A temperatura mínima hoje em Londrina (PR) foi de 1,6 grau em abrigo.

Somar - A semana começou com chuva e frio nas áreas produtoras de café. Enquanto uma frente fria atua entre São Paulo o sul de Minas Gerais, uma massa de ar polar cobre o sul do Brasil, sudoeste de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Este último sistema foi responsável por acentuado declínio das temperaturas nessa última madrugada. Apesar das temperaturas críticas, geradas pelo ar polar, observamos dois fatores que atenuam os efeitos do ar frio nas regiões produtoras: a Corrente de Jato e a intensidade da pressão no centro da massa de ar polar. A presença do Jato (região de ventos fortes em altitude), com uma orientação de Noroeste para Sudeste, age no sentido de enfraquecer o ar polar e forma uma fina camada de nuvens que "protege" os pés de café. A intensidade de pre ssão por sua vez é fraca, não superando os 1026 hPa. Essa condição persiste ao amanhecer da terça-feira, com intensidade de pressão ainda menor. Apesar do frio e das temperaturas críticas, não haverá formação de geadas que venham a trazer danos às regiões produtoras de café do Paraná, São Paulo e sul de Minas Gerais. A partir da quarta-feira, volta a chover no Paraná e o frio diminui. Os primeiros dias de Julho seguem com tempo instável entre o Paraná e São Paulo, o que indica que o padrão de bloqueio enfraqueceu, mas não rompeu totalmente, já que as chuvas ficam concentradas na parte sul do cinturão produtor por vários dias.

As exportações de café do Vietnã em junho devem cair 15,8% em termos de volume na comparação anual, mas subir 38,7% em valor, mostrou uma estimativa divulgada hoje pelo Escritório Geral de Estatísticas do governo vietnamita. O órgão informou que os embarques do grão neste mês devem totalizar 80 mil toneladas, ou 1,33 milhão de sacas de 60 quilos cada, avaliadas em US$ 190 milhões. Em junho de 2010, o Vietnã exportou 95 mil toneladas de café, o equivalente a US$ 137 milhões. O escritório também revisou as exportações do mês de maio para 98 mil toneladas, abaixo da projeção anterior de 126 mil toneladas. No ano-safra iniciado em 1º de outubro de 2010, o país já embarcou 1,044 milhão de toneladas, ou 17,4 milhõ es de sacas, alta de 11,7 em relação ao mesmo intervalo da última temporada. As exportações neste período somaram US$ 2,19 bilhões, quantia 67,3% maior ante 2009/10. As informações são da Dow Jones.



Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini
 

Veja tambÉm: