Consumo

A arte de saborear café

 

postado em 24/06/2011 | Há 6 anos

24/06/2011

Anita Godoy
Palestrante motivacional, escritora e taróloga.

Um grupo de ex-alunos, todos bem estabelecidos em suas profissões, reuniu-se para visitar o velho professor universitário. Em pouco tempo, a conversa adotou o rumo das reclamações contra o estresse, no trabalho e na vida.
Depois de oferecer café aos visitantes, o professor foi à cozinha e retornou trazendo um grande bule de café.

Trouxe também uma quantidade mais do que suficiente de xícaras de porcelana, de plástico, de vidro, de cristal, algumas de aspecto simples, algumas caras, outras sofisticadas, e disse a eles que se servissem de café à vontade. Quando cada estudante tinha nas mãos a sua xícara de café, o professor disse:

- Se observarem, verão que todas as xícaras bonitas e caras foram escolhidas, e ficaram para trás as simples e as baratas. É bastante normal que vocês queiram só o melhor para vocês mesmos, mas essa é a fonte dos seus problemas e do seu estresse. O que todos realmente queriam era café, e não a xícara, mas vocês conscientemente pegaram as melhores xícaras, e ficaram olhando para as xícaras um do outro.

Vejam que a vida é como o café, e os empregos, o dinheiro e a posição social são as xícaras. São apenas instrumentos para viver a vida, mas a qualidade da vida não muda por causa deles. Às vezes, por nos concentrar só na xícara, deixamos de apreciar o café que há nela. Portanto, não deixem que as xícaras distraiam vocês.

Apreciem o café.

 

Veja tambÉm: