Mercado

Agricultores oferecem o Turismo Rural Solidário em Minas Gerais

Um grupo com 24 famílias recebe turistas nas propriedades. No roteiro estão incluídos artesanato e a saborosa comida mineira.

 

postado em 24/06/2011 | Há 6 anos

24/06/2011 
  
Do Globo Rural

Agricultores de Minas Gerais estão abrindo as portas da propriedade para receber turistas e ganhar um dinheirinho extra. No roteiro do passeio estão incluídos artesanato, belas paisagens e a saborosa comida mineira.

A comunidade do Conceição em Carangola, na Zona da Mata de Minas Gerais. A principal fonte de renda vem da venda do café. Pequenos produtores como o casal Leandro e Josimária trabalham como meeiros e chegam a produzir uma tonelada de grãos por ano.

Para reforçar o orçamento das famílias do lugarejo, há alguns anos Josimária e outras mulheres da comunidade começaram a produzir artesanato depois de fazer um curso na Emater. Hoje, produzem peças como bolsas, tapetes e aventais.

A agricultora Josimária vende o trabalho do marido na feira livre de Carangola. “Na roça não tem emprego fixo. É tudo agricultura. O tempinho que sobra a gente faz artesanato. É um dinheiro que entra para comprar nossos alfinetes”, diz.

Há dois anos, o grupo de 18 mulheres artesãs se uniu a outros vizinhos da comunidade do Conceição para melhorar a renda familiar. Vinte e quatro famílias formaram um grupo que oferece o chamado Turismo Rural Solidário.

Os pequenos produtores perceberam que a região onde moram, localizada a 40 quilômetros da Serra do Caparaó e que faz parte do circuito Pico da Bandeira tem ótimo potencial turístico. A paisagem é encantadora.

O lugarejo foi dividido em 12 circuitos. Uma vez por mês são promovidas caminhadas em um dos percursos. O trajeto é escolhido em sistema de rodízio. A ideia foi da professora de inglês Julênia Lopes, que morou por 20 anos na Alemanha e decidiu voltar para a cidade onde nasceu e virar produtora rural.

Os turistas pagam R$ 15 por pessoa para participar da caminhada. Durante o percurso, eles podem desfrutar da culinária da região. O dinheiro dá direito ao café da manhã e almoço.

O valor arrecadado é dividido entre as famílias que oferecem as refeições e o condutor do passeio. O dinheiro é pouco, mas ajuda. Para aumentar a renda, as famílias também se dispõem a alugar quartos para os visitantes.
 
 

 

Veja tambÉm: