Comércio

Alta dos alimentos impulsiona a venda de tratores

 

postado em 19/05/2011 | Há 6 anos

MÁQUINAS AGRÍCOLAS

Durante a Agrishow, realizada no início de maio em Ribeirão Preto, a Yanmar Agritech registrou um crescimento de 30% em relação ao último ano.

Empresários do segmento de tratores agrícolas dizem que a expectativa em relação ao ano de 2011 é bastante promissora, graças ao aumento nos preços dos alimentos, especialmente do café, que impulsionam as vendas de maquinários para a agricultura.

A Agritech, fabricante dos tratores agrícolas e microtratores Yanmar Agritech, com modelos desenvolvidos para a agricultura familiar e cultura do café, vem comemorando as boas safras da cafeicultura brasileira e viu o potencial do mercado deste ano saltar durante a 18º edição da Agrishow, realizada em Ribeirão Preto, no início de maio.

“Nossas projeções de vendas se concretizaram e conseguimos realizar um volume 30% maior de negócios nesta Agrishow, em comparação à edição do ano passado”, conta o gerente nacional de venda da Agritech Nelson Watanabe.

Segundo Watanabe, os tratores mais comercializados durante a feira foram os modelos desenvolvidos especialmente para o cultivo do café. “Foram muitos os produtores de São Paulo e do sul de Minas que vieram fazer negócio na Agrishow e saíram daqui com um trator”, afirma.

Segundo um levantamento da empresa, que trabalha focada no mercado voltado à agricultura familiar, a alta nos preços das frutas e das hortaliças também tem estimulado os produtores de médio e pequeno porte a adquirirem maquinário para suas propriedades.

“Se o programa federal ‘Mais Alimentos’ estivesse contemplando os pequenos agricultores como nos anos anteriores, certamente esse crescimento seria ainda maior”, explica Watanabe, que acredita que o programa não tem tido o mesmo empenho em fornecer crédito como no passado.

“Esperamos que essa safra traga bons frutos a todos e que o governo volte a ajudar o pequeno agricultor como estava fazendo. O ano de 2011 tem tudo para ser um excelente período para a agricultura brasileira”, conclui Watanabe.

Mais informações: www.agritech.ind.br

 

Veja tambÉm: