Mercado

Um mercado soberano Por Wagner Pimentel

 

postado em 24/04/2011 | Há 6 anos

No momento da páscoa que representa uma vida nova, o mercado tem a oportunidade de pensar em suas novas estratégias de mercado.

A safra que termina nos próximos dias, para muitos já terminou, pois não tem nada para comercializar o mercado tem que analisar os fatos para não cometer erros graves colocando o patrimônio em risco.

O preço do café que resta agora apenas bater dois preços históricos e em minha humilde opinião estes patamares não terá a menor dificuldade de ir buscá-los e batê-los, pois se analisarmos o passado veremos que a situação atual nunca existiu no mercado cafeeiro.
O aumento de consumo, a falta de investimentos em áreas novas, o constante aumento de dinheiro no mundo procurando por oportunidades de lucro, a inflação do tempo me da um analise com a consistência de que este mercado tem muito pra subir.

A reflexão que devemos ter agora é o que fez este mercado partir para um aumento tão rápido que até a classe produtora não acredita?

Os preços foram manipulados por anos em uma falsa impressão de falta de mercadoria enquanto estoques diminuíam e ágios eram pagos para cafés finos na nossa frente e não percebíamos, quando as commodities começaram a chamar a atenção principalmente pela ascensão da sociedade chinesa , as commodities passaram a ser as vedetes do mercado financeiro e empresas que usavam as bolsas não somente para hedge estavam especulando de uma forma perigosa comprometendo seus caixas de forma perigosa.

No Brasil vimos isto a pouquíssimo tempo atrás quando empresas como Sadia e Aracruz tiveram prejuízos tão grandes que o governo brasileiro teve que intervir para que elas não literalmente não viessem à falência.

O lucro estava tão fácil que princípios básicos de operação no mercado financeiro irresponsavelmente foram deixados de lado, esquecendo que o mercado é sempre soberano sobre todas as operações, e nós independentemente do tamanho, somos simplesmente participantes dele, ou seja, sempre pode ter alguém maior que você na outra ponta que pode puxar uma onda contraria onde um caixote é inevitável, e ficar com a cara suja de areia na praia.

Como eu um grafista que começa a interpretar o movimento do mercado pelo gráfico, e traduzir grafiquês para o português estou apenas começando aprender esta arte, vejo que no mercado do café, onde sou a quinta geração deste mercado, entendo que a safra brasileira de 2.010 por ter um grande volume de mercadoria alguns participantes do mercado acreditaram que poderiam vender na bolsa, jogar o mercado físico para baixo comprar barato o físico liquidar a bolsa também comprando barato, co lucro duplo, mas o tiro saiu pela culatra e quem acreditou nesta estratégia que funciona há anos simplesmente se vê dentro de uma ratoeira, a cada vencimento de contrato as posições são recompradas e roladas na esperança de uma nova onda da crise financeira. Os prejuízos são enormes as margens que estão sendo paga esta na estratosfera e incalculáveis e para diluir isto levará tempo e consciência, pois não se concerta um erro com outro, por exemplo, fazendo merdia.

Ao produtor deve refletir que os números não mentem jamais, o consumo aumentando em tamanho maior que a produção reflete em baixa de estoque e aumento de preços, o aumento de preços deve ser usado para pagamentos de dividas, capitalização, portanto café de R$500,00 que seria sonho a bem pouco tempo atrás e hoje uma realidade com boa margem de lucro serve para vendermos e trabalhar sem sufoco.

Também para o produtor o plantio desordenado acima da capacidade de absorção do mercado, que seria hoje em torno de 4 milhões de sacas de 60 kg por ano, ou algo em torno de 8% a 10% da produção brasileira, consolidaria os preços no patamar que esta, e teríamos um período mais duradouro de preços, o plantio sem estudo de qualquer maneira simplesmente do tamanho da ganância humana, veremos o topo de mercado e fundo maior que 2.002 com conseqüências trágicas.

Para um operador de bolsa, a única coisa que precise é que o mercado tenha tendência e segui-la, se for igual agora estaremos comprados e se o plantio inconseqüente vier estaremos vendidos ganhando também par ver o fundo.

O que temos de concreto que ninguém pode ser maior e mais forte do que o mercado o respeito traz longevidade e segurança nas operações.

Para o curto prazo poderemos ter uma correção nos preços, o que não significa queda , pode se ter  uma correção lateral, para depois a busca de novo topo acima dos $3,00 patamar que o mercado já trabalhou esta semana.

Boa semana a todos bons negócios e que Deus abençoe a todos.

Wagner Pimentel.
www.cafezinhocomamigos.blogspot.com 
 

Veja tambÉm: