Mais Café

Cafés do Brasil na Fórmula Indy 2011

Logomarca com ramo estilizado de café foi aplicada no carro do piloto brasileiro, Tony Kanaan, terceiro colocado na primeira prova do ano.

 

postado em 28/03/2011 | Há 7 anos

Participando pelo terceiro ano consecutivo a convite da Apex-Brasil, a ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café iniciou a temporada 2011 da Indy Car Series, conhecida no Brasil como Fórmula Indy, estampando a logomarca Cafés do Brasil no carro do piloto brasileiro Tony Kanaan, da KV Racing, terceiro colocado na primeira prova do ano, realizada domingo (27/03) nas ruas de St. Petersburg, na Flórida (EUA). A logomarca, que é um ramo estilizado de café, foi aplicada em dois locais do KVRT-Lotus número 82.

Para a ABIC, participar da Fórmula Indy tem como objetivo estreitar os laços entre os empresários americanos e brasileiros durante a realização das provas. “É uma grande oportunidade de se estabelecer parcerias comerciais. Os empresários brasileiros convidam potenciais clientes para que sintam a intensidade e a energia das provas, visitando os boxes e assistindo desde os treinos até as corridas, em uma experiência única”, diz Nathan Herszkowicz, diretor executivo da ABIC e gerente comercial do PSI – Projeto Setorial Integrado para a exportação de café industrializado do Brasil, em grãos torrados ou moídos, realizado pela entidade em parceria com a Apex-Brasil.
 
Para esta temporada de 2011, a ABIC também reformulou o Bar Cafés do Brasil, que ganhou decoração estilizada e mais praticidade. Com instalações e equipamentos para preparo de café filtrado ou ‘espresso’, cujos grãos são provenientes das diversas regiões produtoras brasileiras, o bar é montado no motor-home da Apex-Brasil. Experientes baristas se encarregam de tirar um excelente e aromático café e também preparam drinques exclusivos, como o ‘Drop the Hammer’, uma expressão comum no meio automobilístico que significa ‘pisar fundo no acelerador’, e que combina café ‘espresso’, leite condensado e uma dose de cachaça.
 
 “Participar de um evento como este, de forma coordenada, é importante para todos os envolvidos na atividade e demonstra nosso objetivo, do ponto de vista comercial, para os parceiros locais, como as redes como HEB, Cosco, Sedanos, Tagert”, diz Herszkowicz.
 
De acordo com Christian Santiago e Silva, promotor comercial do programa, o objetivo este ano é dar continuidade à promoção da marca Cafés do Brasil para que seja cada vez mais conhecida do imenso público que prestigia a Fórmula Indy. “Serão 17 provas e em cada uma realizaremos ações diferenciadas, com distribuição de folders, degustações e criação de cardápios comemorativos aos pilotos ou ao próprio circuito”.
 
 
Sobre o Projeto Fórmula Indy - O Projeto Fórmula Indy é desenvolvido pela Apex-Brasil desde janeiro de 2009, com o objetivo de criar uma plataforma de negócios inovadora para promover os produtos e serviços brasileiros nos Estados Unidos, Canadá e Japão. É uma parceria com os organizadores da Fórmula Indy, que busca consolidar a imagem do Brasil como um parceiro comercial forte, com conhecimento de mercado e visão estratégica. Em 2010, o volume total de negócios fechados em decorrência das ações do Projeto Fórmula Indy foi de US$ 589 milhões, distribuídos pelos complexos produtivos da seguinte forma: Máquinas e Equipamentos (US$ 276,219 milhões); Tecnologia da Informação e Saúde (US$ 238,85 milhões); Alimentos e Bebidas (US$ 53,263 milhões), Casa e Construção Civil (US$ 13,552 milhões), Entretenimento e Serviços (US$ 6,177 milhões) e Moda (US$ 1,75 milhão).
 

Veja tambÉm: