Mercado

Boletim Semanal do Café - 25/02/11

 

postado em 25/02/2011 | Há 6 anos

Hencorp Commcor

O Café Arábica para o vencimento Mai/11 fechou com 520 pontos de queda na semana trabalhando no range de 1.630 pontos, fazendo a mínima a 262,10 e a máxima a 278,40
encerrando cotado a 267,80, na sexta-feira, com 315 pontos de alta.

Marcada por uma semana mais curta em virtude do feriado nacional nos EUA nesta última segunda-feira, a cotação do café contrariou a tendência de alta assistida nas semanas anteriores, perfazendo assim um movimento de correção.

Marcando uma nova máxima recorde de 13 anos a 278,40 logo na terça-feira, forte volume de vendas foi notado, levando rapidamente o grão a testar seu suporte primário de 275,00, e posteriormente, numa ativação de stops, um novo patamar de 270,00.

Com ausência de compras nas sessões subseqüentes, a commodity testou novas mínimas, objetivando numa abrupta queda, o suporte de 265,00 e ainda mais abaixo fez o nível mais baixo da semana a 262,10.

Na sessão desta sexta-feira, o café tomou uma nova tendência de apreciação, porém ainda respeitando o range de trabalho assistido nos dias anteriores, moderada correção foi notada, quando então fechou a semana cotado a 267,80. Na sessão de hoje, desceu 1 canudo, totalizando no acumulado do período 3 canudos.

De acordo com a Cecafé, os embarques no mês de fevereiro (de 01 a 24) somam 1.730.637 sacas, uma variação negativa de 1,0% em relação ao mesmo período do mês anterior.

As arbitragens tiveram uma semana de moderados negócios efetuados, sendo estes: H/H entre -6,00 e +2,00, H/K entre – 8,00 e +1,00, no U/U entre 15,00 a 18,00 abaixo e no U/Z entre
13,50 e 15,50 abaixo.

O mercado futuro do café em Nova York fechou em baixa de 520 pontos. O movimento desta semana confirmou a indicação de mais um trabalho com forte alta em que novas máximas foram alcançadas dentro de um canal muito bem definido. Depois de atingir a máxima de 278,40 cents base mai11, observamos uma forte correção técnica de baixa e um recuo de 1.600 pontos. Para a próxima semana acreditamos em nova recuperação das cotações. Principais suportes em 266,00 cents e depois 262,10 cents e principais resistências em 270,00 cents e depois 275,00 cents base mai11.

 

 

Veja tambÉm: