Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - Mercado cafeeiro encerra as operações desta sexta-feira com valorização

 

postado em 25/02/2011 | Há 7 anos

Infocafé de 25/02/11.    

 
MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.
Sul de Minas R$ 525,00 R$ 500,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 525,00 R$ 500,00 Maio/2011 267,80 +3,15
Alta Paulista/Paranaense R$ 515,00 R$ 490,00 Julho/2011 269,55 +2,95
Cerrado R$ 530,00 R$ 510,00 Setembro/2011 270,80 +2,85
Bahiano R$ 515,00 R$ 490,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Cons Inter.600def. Duro R$ 310,00 R$ 280,00 Maio/2011 350,00 +5,25
Cons Inter. 8cob. Duro R$ 330,00 R$ 310,00 Setembro/2011 335,75 +3,60
Dólar Comercial: R$ 1,6630 Dezembro/2011 332,50 +2,50

O mercado cafeeiro encerra as operações desta sexta-feira com valorização, assim como a maioria das commodities, que encontraram novo interesse na demanda, após o recuo do petróleo. Em N.Y. a posição maio variou entre a mínima de -0,10 e máxima de +4,35 pontos, fechando com +3,15. No acumulado da semana registramos -5,20 pontos na mesma posição.

O dólar encerrou os trabalhos com baixa de 0,12% cotado a R$ 1,6630. A relativa estabilização do preço do petróleo no mercado futuro e o aumento acima do esperado do índice de sentimento do consumidor norte-americano em fevereiro abriram espaço para uma discreta recuperação do dólar ante o franco suíço e o euro no mercado internacional de moedas.

Internamente, segundo operadores, a proximidade do fim de mês e a formação da taxa Ptax na segunda-feira pode justificar parte do recuo das cotações hoje, uma vez que bancos e investidores estrangeiros elevaram suas posições \"vendidas\" em câmbio neste mês e têm interesse em uma taxa Ptax mais fraca, o que os favoreceria na liquidação dessas posições. A Ptax também servirá para a liquidação dos contratos de dólar futuro para março de 2011 na BM&F na próxima terça-feira, dia 1º.

O Banco Central realizou dois leilões de compra no segmento à vista e uma operação de swap cambial reverso. As taxas de corte do leilão à vista foram de R$ 1,661 e R$ 1,662. No leilão de swap cambial, o Banco Central vendeu 93% dos contratos que ofertou, a operação equivale a uma compra de dólares no mercado futuro. A autoridade monetária vendeu 18,6 mil dos 20 mil swaps ofertados. A operação movimentou US$ 914 milhões. Os vencimentos ofertados hoje são os mesmos oferecidos nos leilões dos dias 18 e 22 de fevereiro. Nos leilões anteriores as datas foram abril de 2011, julho de 2011 e janeiro de 2012.

As exportações de café do Vietnã em fevereiro devem subir 17% em termos de volume e 64% em valor na comparação com igual período do ano anterior, informou nesta sexta-feira o Escritório Geral de Estatísticas do governo. Os embarques do grão neste mês devem atingir 90 mil toneladas, ou 1,5 milhão de sacas de 60 quilos cada, o equivalente a US$ 180 milhões, de acordo com o órgão. Em fevereiro de 2010, o país exportou 77 mil toneladas, avaliadas em US$ 110 milhões. O escritório revisou ainda a quantia embarcada em janeiro de 140 mil toneladas para 145 mil toneladas. No ano-safra 2010/11, iniciado em 1º de outubro, o Vietnã já exportou 525 mil toneladas de café, ou 8,75 milhões de sacas, 5% mais ante 2009/10. Os embarques somaram US$ 972 milhões até agora, alta de 38% em relação ao mesmo intervalo da última temporada. As informações são da Dow Jones.

Desde 2000 o Pensa (Centro de Conhecimento em Agronegócios), coordena à pedido da Illycaffè o projeto \"Universidade do café Brasil\". Trata-se de uma Universidade Corporativa, nos moldes dos exemplos internacionais existentes, com o objetivo de formar e informar gerações presentes e futuras de produtores de café, dentro de princípios de técnica, economicidade e qualidade. Em dez anos de atividades aconteceram cursos e seminários em diversos municípios brasileiros com a presença de mais de 7.000 participantes que assistiram palestras sobre qualidade dos grãos, economia, mercado, gestão financeira, fisiologia vegetal, agroclimatologia, entre tantos outros temas. Fazem parte das atividades cursos de Pós-Graduação lato sensu sobre Gestão do Agronegócio Caf&eacute ; via Fundação Instituto de Administração, certificados pelo Ministério da Educação. Todos os anos acontece no mês de março um seminário da Universidade do Café Brasil na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade/Universidade de São Paulo - FEA/USP que marca o início das atividades do ano. Neste ano o Seminário será especial, pois a illycaffé está comemorando 20 anos de trabalho no desenvolvimento da cafeicultura brasileira por meio do 20º Prêmio Ernesto illy de Qualidade do Café para Espresso. O Seminário será dia 18 de março com o tema: Criando Valor a partir do Conhecimento e da Sustentabilidade - 20º Prêmio Ernesto illy de Qualidade do Café para Espresso. A programação prevê uma palestra de Decio Zylbersztajn, abordando a Universidade do Café Brasil e outra palestra, denominada \"Elementos fundamentais para uma política de sustentabilidade\", com o professor José Goldemberg, do Instituto de Eletrotécnica e Energia da Universidade de São Paulo. Na seqüência serão apresentadas as implicações dos assuntos apresentados pelo professor Goldemberg para os sistemas agroindustriais brasileiros. Outro tema abordado será a apresentação dos resultados da pesquisa: Emissões de gases na cafeicultura, com Carlos Clemente Cerri, professor titular do Centro de Energia Nuclear na Agricultura da Universidade de São Paulo, além da palestra \"O desenvolvimento da qualidade no agronegócio café no Brasil\", com João de Almeida Sampaio Filho, secretário da Agricultura do Estado de São Paulo. O seminário acontecerá no Auditório da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA 5) da Universidade de São Paulo, que fica na Av. Luciano Gualberto, 908, Cidade Universitária, São Paulo. A entrada é franca, mas as inscrições devem ser realizadas até o dia 15 de março de 2011 no site: www.unilly.com.br . Para mais informações: site www.unilly.com.br ; e-mail unilly@unilly.com.br e ou tel. (11) 3732.2034.


 

Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini
 

Veja tambÉm: