Mercado

Café realiza lucros pelo segundo dia em NY e acompanha queda das outras commodities

 

postado em 25/01/2011 | Há 7 anos

Notícias Agricolas

Café: preços caem 600 pontos na Bolsa de N. York, com preocupações econômicas na Europa e possivel aumento de juros na China. Mas fundamentos de falta de café de qualidade não mudam, e preços deverão permanecer firmes.


Os principais vencimentos do café encerram o dia com mais de 600 pontos de queda na Bolsa de Nova York, após dois dias de realização de lucros. Hoje, em especial, o café acompanhou a queda na bolsa de todas as commodities agrícolas. No Brasil, a queda do mercado não derruba os preços firmes por causa da baixa oferta de café de qualidade.

Segundo Gil Carlos Barabach, analista da Safras e Mercado, a tendência para a cafeicultura brasileiras é de muita sustentação nos preços, uma vez que os estoques mundiais estão baixos e, após quebra em safras mundiais como do Colômbia, o Brasil se torna o principal player do mercado. Ou seja, não há oferta de produto de qualidade e o produtor está enfim conseguindo se capitalizar.

A saca da variedade de café cereja descascado está sendo negociada acima de R$ 500,00 e pode subir ainda mais. Por outro lado, a variedade do conillon – pouco produzido no Brasil –, não está acompanhando em proporção o bom cenário do café.

Para Barabach, a expectativa para os próximos meses, quiçá anos, é em o cafeicultor investir cada vez mais em tecnologia para produção com qualidade do produto e assim, mais reconhecido no Brasil e no mundo.
Fonte: Notícias Agrícolas // João Batista Olivi e Juliana Ibanhes

 

Veja tambÉm: