Mercado

Boletim semanal Carvalhaes - Mercado futuro de café continuou oscilando bastante

 

postado em 20/11/2010 | Há 6 anos

Boletim semanal - ano 77 - n° 46

Santos, sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Escritório Carvalhaes

O mercado futuro de café continuou oscilando bastante. Acompanhando as demais commodities, iniciou a semana em baixa e reagiu no decorrer do período, acumulando alta significativa nestes cinco dias.

Os desdobramentos da crise cambial; o aumento da pressão para que Irlanda e Portugal aceitem um pacote de ajuda tentando evitar a contaminação de outras economias européias, e o pronunciamento do presidente do Federal Reserve (o banco central dos EUA), reconhecendo que o ajuste na taxa de câmbio está incompleto e que o dólar precisa ser enfraquecido ante outras divisas de mercados emergentes, indicam que o atual movimento de alta nos preços das commodities deve persistir.

No caso do café, os sólidos fundamentos apontam para uma alta ainda mais consistente. Estoques baixos nos países produtores e consumidores; fortes chuvas no Vietnã, na Colômbia e América Central, atrasando a colheita e derrubando qualidade e quantidade, além do equilíbrio precário entre produção e consumo mundial, deixam patente que existem condições para as cotações das bolsas de futuro se sustentarem no atual patamar, abandonando índices históricos.

Para o cafeicultor brasileiro, os preços no mercado físico só subiram ao longo de 2010 para os arábicas de boa qualidade. Para os demais tipos, a melhora nos preços foi pequena, insignificante ante as altas das bolsas e o crescimento dos custos de produção. A tão comentada alta no mercado futuro não está chegando aos bolsos de boa parte dos cafeicultores brasileiros.

Apesar dos embarques recordes do Brasil, os estoques de café verde nos EUA não param de cair. Os de café certificado na ICE também continuam em queda.

A “Green Coffee Association” divulgou que os estoques americanos de café verde totalizaram 3.930.321 em 31 de outubro de 2010. Uma baixa de 319.305 sacas em relação às 4.249.626 sacas existentes em 30 de setembro de 2010.

Até o dia 18, os embarques de novembro estavam em 1.232.382 sacas de arábica e 19.526 sacas de conillon, somando 1.251.908 sacas de café verde, mais 89.405 sacas de solúvel, contra 1.536.215 sacas no mesmo dia do mês anterior. Até o dia 18, os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em novembro totalizavam 1.811.248 sacas, contra 2.182.878 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque - ICE, do fechamento do dia 12, sexta-feira, até o fechamento de hoje, sexta-feira, dia 19, subiu nos contratos para entrega em março próximo, 790 pontos ou US$ 10.45 (R$ 17,95) por saca. Em reais por saca, as cotações para entrega em março próximo na ICE fecharam no dia 12, a R$ 463,47/saca e hoje, dia 19, a R$ 480,08/saca. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega em março, a bolsa de Nova Iorque fechou com baixa de 5 pontos.

 

Veja tambÉm: