Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - N.Y. finalizou as operações nesta terça-feira em campo positivo

 

postado em 27/10/2010 | Há 6 anos

Infocafé de 26/10/10.    

 
MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.
Sul de Minas R$ 345,00 R$ 335,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 345,00 R$ 335,00 Dezembro/2010 201,75 +1,25
Alta Paulista/Paranaense R$ 335,00 R$ 325,00 Março/2011 203,55 +1,35
Cerrado R$ 355,00 R$ 345,00 Maio/2011 203,65 +1,55
Bahiano R$ 335,00 R$ 325,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Cons Inter.600def. Duro R$ 245,00 R$ 235,00 Dezembro/2010 201,75 +1,25
Cons Inter. 8cob. Duro R$ 270,00 R$ 260,00 Março/2011 203,55 +1,35
Dólar Comercial: R$ 1,7050 Setembro/2011 203,65 +1,55

N.Y. finalizou as operações nesta terça-feira em campo positivo, com a posição dezembro variando entre a mínima de -1,40 pontos e máxima +4,10 fechando com +1,25 pontos. Apesar da alta do dólar ante uma cesta de outras moedas as cotações subiram hoje. Preocupações com a oferta mundial de café foram mais fortes do que a influência da moeda americana nesta terça-feira e sustentaram as cotações.

O dólar finalizou o dia com alta de 0,29% a R$ 1,7050. Apesar da leve subida da confiança do consumidor do Conference Board nos EUA para 50,2 em outubro, o índice permaneceu em níveis historicamente baixos e elevou a confiança nos investidores em que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) deve anunciar novos estímulos à economia do país na próxima semana. A alta da moeda americana também foi influenciada por fluxo de entrada de recursos mais fraco no Brasil, que já poderia ser consequência da retração de investidores estrangeiros após a adoção do IOF de 6% sobre aplicações em renda fixa e margens de garantia nas operações de derivativos, segundo operadores.

Será divulgado no próximo dia 29 de outubro, o resultado da nona edição do Concurso de Qualidade Cafés da Bahia que a Associação dos Produtores de Café da Bahia (Assocafé) e entidades parceiras promovem no Auditório do Pavilhão de Feiras do Centro de Convenções de Salvador, às 19 horas, no último dia de realização da Feira Internacional de Produtos, Embalagens, Equipamentos, Assessoria e Serviços para a Alimentação - Fispal Bahia. Foram analisadas 103 amostras na primeira etapa, que foi realizada na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), em Vitória da Conquista, foram escolhidas 63 amostras. Na etapa seguinte, que ainda irá acontecer no próximo dia 22, na Pousada Conquista Resort SPA, também em Vitória da Conquista , serão selecionados os 20 campeões.

A premiação será da seguinte forma: o primeiro colocado levará um prêmio de R$ 8 mil, segundo R$ 5 mil, terceiro R$ 4 mil e R$ 2 mil para o quarto. Do quinto ao décimo colocado, todos ganharão um prêmio de R$ 1mil, do 11º ao 20º, todos levam R$ 500,00. Além destes valores, os 20 campeões terão a opção de venda dos seus produtos para a empresa Tristão Companhia de Comércio Exterior, um dos patrocinadores do Concurso, com preço da cotação de fechamento da BM&F do dia da divulgação dos semifinalistas, acrescido de 10%.

De acordo com o presidente da Assocafé, João Lopes Araújo, é importante ressaltar que a maioria dos cafés especiais da Bahia vem de pequenas propriedades rurais. Ainda, segundo Araújo, mais que a premiação em dinheiro, o Concurso de Qualidade Cafés da Bahia garante a visibilidade e o reconhecimento deste produtor, que, de outra maneira não teria acesso à mídia, agregando enormemente valor aos seus produtos.

O Concurso de Qualidade Cafés da Bahia conta com a parceria do Ministério da Agricultura (Mapa), Governo do Estado da Bahia, Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Sebrae, Federação da Agricultura do Estado da Bahia (Faeb), Aiba, Coopmac, Centro de Comércio de Café da Bahia, Agricafé, Abacafé, Empresas Tristão, e Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb).


 

Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini
 

Veja tambÉm: