Mercado

Boletim Diario do Mercado de Café - 28 Setembro 2010.

 

postado em 28/09/2010 | Há 7 anos

Hencorp Commcor

O Mercado físico de café trabalhou o dia sendo mais comprador, isto devido a melhora no mercado futuro, saindo negócios até R$ 330,00 para cafés com 15% de catação. Para cafés Safra 10/11 de R$ 325,00 a R$ 330,00, com 15% de catação, e para cafés com 20% de catação R$ 320,00 a 325,00.

O fechamento do café arábica BMF para o vencimento Dez/10 foi a US$ 223,60 com 6,50 de alta, totalizando um volume de 3.557 contratos. Saiu spread de Dez/Mar -0,50 a 0,00. Observamos arbitragem Dez/Dez com -18,50 a -20,00; Dez/Mar de -20,50 a -21,80; Mar/Mar -20,80 a -22,00.O mercado de café na BMF trabalhou o dia bem mais comprador acompanhando a melhora do mercados de NY e de Londres. Após o mercado de NY romper o 185,50 encontramos alguns stops levando o mercado a ir até a 187,50 e logo após até o 190,90. Aqui na BMF encontramos resistência no220,00, mas após romper chegamos a 222,00 e devido ao grande numero de stop continuou a alta e chegou a máxima a 225,50.

A SOMAR METEOROLOGIA informou em seu boletim que as chuvas foram generalizadas nas áreas de café de São Paulo, onde os volumes entre o domingo e segunda-feira chegaram a 40mm em algumas localidades. Outra área de baixa pressão típica da Primavera se formou na noite de ontem, e ao longo da madrugada trouxe chuva de 25 mm na região de Franca. Estas áreas de instabilidade avançam na direção do Cerrado e sul de Minas Gerais, onde também deve chover de forma generalizada. Nos próximos dias, a frente fria se mantém na costa da Região Sudeste e é alimentada por novas áreas de instabilidade. Dessa forma, a chuva continua entre o norte do Paraná e o centro-sul de Minas Gerais. Na zona da Mata também chove, mas com volumes mais irregulares.

O mercado de café para o vencimento Dezembro encerrou cotado a 188,95, com 670 pontos de alta, e range entre 181,50 e 190,90.Emcontinuidade ao movimento de ontem, a cotação do café atuou predominantemente em alta nesta terça-feira. Apesar das noticias de que chuvas atingiram as regiões produtoras no Brasil, o maior produtor mundial do grão, no momento certo para a safra, a tempestade tropical que atinge a America central pode provocar sérios danos na infra-estrutura, causando assim atrasos para a colheita, contribuindo para a valorização da commodity, onde, após quebrar a máxima de 185,00 e posteriormente a 187,40, stops de compra foram observados, buscando a máxima do dia a 190,90. Com alguma oscilação encerrou o dia com leve correção à máxima, a 188,95. As médias móveis de 40, 100 e 200 dias estão compreendidas em 181,00 / 164,30 e 152,80 respectivamente. De acordo com a Cecafé, os embarques de setembro somam 2.024.666 sacas no acumulado do período. O café Londres Novembro/10 encerrou cotado a 1766, com 30 pontos de alta, num range de 1724 e 1773.

 

Veja tambÉm: