Mais Café

SINCAL grita: Ficha limpa no Mapa! Por Armando Matielli

 

postado em 04/08/2010 | Há 7 anos

Por Armando Matielli Engenheiro Agrônomo com MBA em Agribusiness, cafeicultor em Guapé/Sul de MG, Presidente Executivo da SINCAL.

Como prevíamos e escrevemos, diversas vezes, e não percebemos nenhuma alteração na agilidade da liberação nos recursos do FUNCAFÉ, voltaremos ao assunto, pois, julgamos uma verdadeira covardia contra o cafeicultor que é o real detentor do FUNCAFÉ.

A gestão desses recursos pelo ministério da agricultura, especialmente na responsabilidade do Sr. Manoel Vicente Bertone, passou a ser uma panacéia que sempre julgamos por uma administração amadora e sem nenhum planejamento estratégico, favorecendo os demais elos da cadeia em detrimento aos cafeicultores. Ficamos indignados com apatia e inércia de nossas lideranças que continuam aceitando uma gestão tão incompetente trazendo bilhões de prejuízos ao setor, mas, principalmente aos cafeicultores. Onde estão nossas Federações, nosso CNC, nossos Deputados do café, nossas Cooperativas?  Todos vivenciando essa situação dando-nos a conotação que tem algo extremamente perigoso no ar. Será que o preço do café não poderá subir, pois, quebrará muitos comerciantes e cooperativas sem estoques ou estão extremamente vendidos e não terão café para entregar? Estão querendo estocar ao máximo para ganharem rios de dinheiro à custa dos cafeicultores? Pois, sabemos que já existe um “GAP” (espaço para subir) ao redor de U$ 100-120 (cem a cento e vinte dólares/saca) em relação aos lavados em Nova York e estocando o café alguns comerciantes aproveitadores poderão esquizar o mercado em Nova York, onde os estoques estão extremamente baixos e está muito fácil para isso acontecer propositalmente ou induzido. Cooperativas repassando verbas ao cafeicultor com preços abaixo do mínimo e cobrando juros escorchantes e o mesmo com as cooperativas de crédito. Porque não pegam o dinheiro do FUNCAFÉ, que já deveria estar liberados e todo formatado desde maio? Mas, o conluio e o anacronismo continua reinando. O maior afronto é escutar que o Ministério da Agricultura já fez sua obrigação e, que os agentes financeiros não se credenciam mesmo pagando uma taxa de 4,5% de spred. Não fez nada, não geriu, não impôs. Que gestor é esse? Acham que a R$ 300,00 o preço está ótimo e nosso concorrentes vendendo a R$ 200,00 mais caro por saca. Como diz o cabloco “vai ser incompetente e antipatriótico pra lá”.

Ministro da Agricultura, Sr Wagner Rossi, já que Vossa Senhoria é novato aí no MAPA, esperamos de sua parte, no mínimo, um gesto de patriotismo tirando do seu lado gente incompetente e mal intencionada, pois, o Ministro anterior ao seu cargo só passou pelo Ministério visando cargo político como futuro Deputado pelo Paraná e, ele nada fez pela cafeicultura, somente nos enrolando e como “um verdadeiro folha de bananeira a comandada pelos ventos” mudando de posição a cada momento dependendo dos comentários e contatos. A cafeicultura espera um gesto de patriotismo do senhor para que definitivamente se inteirar dos fatos e ter um gesto nobre não deixando-se passar por mais um na posição de tampão nesse Ministério. Estamos totalmente a disposição para mostrar-lhe o que vem ocorrendo, de uma maneira técnica, temos um planejamento estratégico, que é o melhor da cafeicultura pois, já que não existe outro pela incompetência de seus assessores na política do café.

Onde estão os recursos do FUNCAFÉ?  Parece piada, pois a safra está quase acabando e esses recursos não chegam e ainda ficam criando comissões/grupos de trabalho só para extorquir do cafeicultor e exportamos café barato deixando-o a mercê de uma verdadeira carnificina econômica, dando aos países do primeiro mundo uma verdadeira mina de ouro as custas da exportação dos nossos cafés onde o Brasil detém 50% do mercado mundial de arábica e fica doando café num preço ao redor de R$ 200,00 saca mais barato que os lavados colombianos, centrais e outros que são muito inferiores aos nossos cafés naturais. É um novo caso de polícia como vem acontecendo na “operação broca” do café, onde vimos em todo noticiário a estupidez, malandragem e roubo contra a pátria, contra o cafeicultor e contra o trabalhador rural. Onde está o patriotismo? Só pagamos imposto e deixando vazar pelo ralo da incompetência a exportação de dividas, dignidades dos cafeicultores, hipotecas, penhoras, IDH inadequado para nossos municípios produtores, além de tanto outros fatores. Se, o senhor Ministro da Agricultura não for capaz de resolver esse mistério do FUNCAFÉ que pelo menos tenha a dignidade de passá-lo a outro Ministério com mais profissionalismo e competência. Vamos aproveitar a tão ventilada ficha limpa e usá-la no seu Ministério, por favor. Pois, aí, tem gente com ficha suja e muito suja.

Fonte: Sincal

 

Veja tambÉm: