Mais Café

Mapa apresenta políticas de fomento ao café em seminário Cadeia Produtiva do Café e Agricultura Familiar

 

postado em 28/07/2010 | Há 7 anos

Seminário debate agricultura familiar e cadeia produtiva do grão 

Brasília (27.7.2010) - Promover debates entre representantes do setor cafeeiro e agricultores familiares é o objetivo do seminário Cadeia Produtiva do Café e Agricultura Familiar, que acontece de hoje (27) até quinta-feira (29), em Brasília. O chefe de gabinete da Secretaria de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Thiago Masson, representará o Mapa no encontro, com a palestra Políticas Públicas de Fomento e Promoção da Cadeia Produtiva do Café, nesta quarta-feira (28), às 8h. 

“De acordo com o Censo Agropecuário de 2006, aproximadamente 77% dos estabelecimentos que produzem café no Brasil têm área igual ou inferior a 10 hectares. As políticas públicas são ferramentas fundamentais para a organização coletiva e preparar esses cafeicultores familiares para as novas exigências dos mercados interno e externo”, afirmou Masson.

Participam do encontro agricultores familiares de cooperativas cafeeiras de oito estados do País. Entre os temas a serem discutidos estão a comercialização do produto no Brasil e no mundo, novas tecnologias, produção orgânica e apresentação de experiências de cooperativas com projetos focados em café. O desafio de disputar mercado com países asiáticos, que entraram fortemente no setor internacional, e alternativas para diversificar a cadeia também serão abordadas.

Produção - Mais de 31% do café produzido no mundo é brasileiro. Principal produtor mundial do grão, o País colheu cerca de 39,4 milhões de sacas de 60 quilos do produto, em 2009. No Brasil, são cultivadas as duas espécies: conilon (que se desenvolve melhor em regiões de altitude, abaixo de 500 metros) e arábica (plantado em áreas com altitude acima de 600 metros). Do total produzido no último ano, 28,8 milhões de sacas foram do tipo arábica e 10,6 milhões de conilon. A elevada produção colocou o café brasileiro como quinto item na pauta de exportações do agronegócio em 2009. A safra, que alcançou 39,47 milhões de sacas, rendeu para a economia do Brasil US$ 4,27 bilhões em exportações.

O seminário Cadeia Produtiva do Café e Agricultura Familiar é uma promoção da União Nacional de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes) e da Cooperativa de Trabalho, Prestação de Serviços, Assistência Técnica e Extensão Rural de Tocantins (Coopter). (Sophia Gebrim) Mais informações no endereço eletrônico www.unicafes.org.br 
 

Veja tambÉm: