Mais Café

Museu do Café reabre depois de reforma de R$ 200 mil em Ribeirão Preto (SP)

 

postado em 26/06/2010 | Há 7 anos

FOLHA DE SÃO PAULO

26/06/2010

LIGIA SOTRATTI
DE RIBEIRÃO PRETO


Com uma nova configuração, exibição de vídeos e conteúdo digital disponível ao público, o Museu do Café, em Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo), reabre as portas amanhã após passar por reformas.

A revitalização teve início em abril e o investimento foi de R$ 200 mil --viabilizado por meio de parceria entre a prefeitura e o setor privado.

O local terá nova iluminação e totens com fotos da época cafeeira. Na entrada, uma TV exibirá um vídeo com a história do período do café. O público também terá acesso a quatro computadores onde vai encontrar mais conteúdo sobre o tema.

Nos computadores, haverá depoimentos de personagens da história, como imigrantes, e relatos da bisneta de Francisco Schimidt, que foi um dos maiores fazendeiros de café da região.

Atualmente, o campus da USP, onde fica o Museu do Café, ocupa uma parte das antigas propriedades que Schimidt possuía.

De acordo com a secretária da Cultura de Ribeirão, Adriana Silva, a proposta foi tornar o museu mais interativo. Uma parte do acervo foi \"guardada\" e serão feitas exposições temáticas sazonais para atrair mais pessoas.

O restante das peças vai ficar guardado em uma sala do Museu Histórico, que fica ao lado do local.

Outra novidade é que o museu ganha uma organização diferenciada. O conteúdo será exposto em ordem cronológica para o visitante \"percorrer\" os caminhos do café na região.

\"Antes, não havia muito bem essa divisão. Agora é possível conhecer essa trajetória\", disse Silva. A Secretaria da Cultura ganhou também um ônibus que será utilizado para levar alunos.

 

Veja tambÉm: