Mercado

ENTREVISTA Tito Gusmão Xp : Feriado americano esfria mercado do café hoje

Feriado nos EUA na segunda-feira tira volatilidade do mercado. Mas preços mantem firmeza pois falta café de qualidade. Analista recomenda aos cafeicultores segurarem a venda.

 

postado em 28/05/2010 | Há 7 anos


A sexta-feira tem dia frio para as cotações do café na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), como reflexo do feriado nos EUA na próxima segunda (31). Mesmo sem volatilidade, o mercado segue com preços firmes, pois estoques americanos estão bem baixos e falta café de qualidade para comercialização.

O analista de mercado da XP Investimentos, Tito Gusmão avalia que apesar de o Brasil já começar a colheita de uma supersafra, estima-se que o produto não seja ainda na qualidade que o mercado procura, o suficiente para caminhar de lado, até mesmo estável. Gusmão recomenda aos cafeicultores que segurarem a venda por enquanto.

Sobre a polêmica de o Brasil ser incluso no Contrato C da Bolsa de Nova Iorque, onde as cotações brasileiras se juntam com as colombianas e o mundo pode decidir as compras, o analista vê com bons olhos, uma vez que isso pode dar mais importância ao produto do Brasil e, talvez, até melhorar o mercado internamente.

Reunião CMN


O Conselho Monetário Nacional (CMN) teve decisões fundamentais para a cafeicultura brasileira que o analista avalia serem muito interessantes. Uma delas é que as indústrias só poderão adquirir café dos produtores no período da safra, o que pode trazer uma melhor sustentação aos preços.

Outro ponto será o do financiamento que só poderá ser pedido uma vez já para o plantio e, posteriormente, para o custeio da safra, sendo este liberado agora direto ela CMN, não mais por uma portaria interministerial. Boas notícias que só começam a valer a partir de abril de 2011.  Fonte: Redação NA

 

Veja tambÉm: