Mercado

Reunião entre entidades representativas do café pretende resultar em plano estratégico para o setor

 

postado em 27/05/2010 | Há 7 anos

 
Cafeicultura se reúne na Cooxupé para exigir que o Governo libere o dinheiro do Funcafé para segurar a colheita. Produtores já começam a enviar café novo para as cooperativas, e a pressão pode aumentar.

 

Está marcada para amanhã (27) às 14 horas uma reunião no auditório da Cooxupé, em Guaxupé (MG) onde as principais lideranças sindicais, cooperativas e associações da cafeicultura formarão um planejamento estratégico para o setor a fim de exigir que o Governo libere o dinheiro que é por direito do setor do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) o quanto antes.

Segundo o presidente da Associação Nacional dos Sindicatos Rurais das Regiões Produtoras de Café e Leite (Sincal), Armando Matielli, esta será uma reunião política, mas também técnica, onde a associação apresentará um plano estratégico de conhecimento geral de todas as entidades convocadas para a reunião e juntos organizarão um documento único de defensa para toda a classe produtiva.

O Funcafé fora originado através de retenções passadas das exportações para que fosse utilizado pelo setor cafeeiro com a finalidade de subsidiar eventuais problemas com colheita, armazenamento e comercialização, no entanto, fica sob administração do Ministério da Agricultura através da Secretaria de Produção Agrícola que, ao invés de ajudar e liberar o montante na hora certa para os cafeicultores, financia indústrias torradeiras multinacionais e acaba por deixar o maior interessado que é o produtor rural na mão.

A colheita que já foi iniciada nas principais praças do país faz com que produtores estejam encaminhando seus produtos para os armazéns das cooperativas e então para a comercialização e esse só é o começo para que o mercado se sinta cada vez mais pressionado.

 

Veja tambÉm: