Mercado

Commodities agrícolas - Teto em dois meses

 

postado em 30/03/2010 | Há 7 anos

Valor Econômico

30/03/10

A desvalorização do dólar em relação a outras moedas de peso no mercado internacional deflagrou um intenso movimento de compras especulativas que levou as cotações do café ao maior patamar em dois meses ontem na bolsa de Nova York. Os contratos com vencimento em maio encerraram a sessão negociados a US$ 1,3815 por libra-peso, alta de 230 pontos, enquanto os futuros para entrega em julho subiram 220 pontos e atingiram US$ 1,3960. Entre os fundamentos, a curta oferta da Colômbia segue a oferecer suporte, conforme a agência Dow Jones Newswires. No Brasil, o mercado permaneceu firme para cafés finos, extrafinos e de boa qualidade, conforme o Escritório Carvalhaes, de Santos. A saca de 60,5 quilos do café fino saiu de R$ 290 a R$ 300.
 

 

Veja tambÉm: