Mercado

O dólar comercial encerrou os trabalhos em alta de 0,27% cotado a R$ 1,8310

 

postado em 25/02/2010 | Há 7 anos

Nos últimos dias, o que se tem notado e que vem pesando sobre o mercado cambial é a dispersão dos investidores estrangeiros. Não se tem ainda os números oficiais sobre a saída de capital externo da Bolsa nos últimos dois dias, mas os dados informados hoje mostram que os investidores estrangeiros retiraram R$ 271,366 milhões da Bovespa na última terça-feira (dia 23). Com isso, o saldo de capital externo na Bolsa voltou a ficar negativo em fevereiro.

No mês até o dia 23, as retiradas de estrangeiros totalizam R$ 102,177 milhões, resultado de compras de R$ 27,454 bilhões e vendas de R$ 27,556 bilhões. No acumulado do ano, o déficit de recursos estrangeiros na Bolsa se ampliou para R$ 2,201 bilhões. No exterior, a Grécia segue na berlinda das preocupações, mas outras nações da Europa também inspiram apreensão sobre suas contas públicas. Depois da agência de classificação de risco Standard & Poor`s alertar ontem que pode rebaixar os ratings de longo prazo da Grécia em uma ou duas notas no próximo mês, para próximo do nível "junk", a Moody`s fez alerta similar.

Além disso, o Wall Street Journal, citando cálculos do BNP Paribas, disse hoje que se a Espanha precisar de ajuda financeira, isso custaria muito mais do que para as outras nações do bloco, cerca de US$ 270 bilhões, contra US$ 68 bilhões da Grécia, US$ 47 bilhões da Irlanda e US$ 41 bilhões de Portugal. Pesou também sobre o mercado global o aumento inesperado dos pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos na semana passada. As solicitações subiram de 474 mil para 496 mil.

 

Veja tambÉm: