Consumo

Cafés do Brasil no congresso mundial de chefes de cusine do Chile

 

postado em 25/01/2010 | Há 7 anos

por Redação

Domingo, 24 de Janeiro de 2010 às 13:17:04

O café do Brasil, torrado em grão ou moído, será um dos principais ingredientes do 34º WACS - World Association of Chefs Societies, congresso internacional de chefs de cuisine que pela primeira vez, em 80 anos, é realizado na América Latina: em Santiago, capital chilena. Durante todo o evento, que acontecerá de domingo a quinta-feira (24 a 28/01) o café brasileiro será o único a ser servido nas diversas estações de degustação e serviços de apoio. Será também tema da palestra "Cocinar com Café", a ser ministrada na terça-feira (26), pelo chef Jorge Monti, diretor executivo da ABAGA - Associação Brasileira da Alta Gastronomia e diretor Continental da WACS para a América Latina. Um declarado apaixonado por café, Monti dará dicas de receitas à base de Cafés do Brasil, compondo um cardápio completo, da entrada à sobremesa.

Com esta participação, a coordenação do PSI - Projeto Setorial Integrado de Promoção à Exportação de Cafés Industrializados, realizado pela ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café em parceria com a Apex-Brasil, dá continuidade à estratégia de promoção do produto junto aos profissionais de gastronomia e hotelaria do Chile. Iniciadas em 2009, essas ações contam com o apoio da ACHIGA - Associação Chilena de Gastronomia.

A coordenação do PSI vem, há dois anos, centrando esforços no segmento da alta gastronomia, considerado a porta de entrada para os cafés especiais e gourmet. "A estratégia do programa junto aos chefs de cusine iniciou com o apoio à equipe brasileira de chefs para a participação no concurso Bocuse D´Or - 2009, realizado em Lyon, na França. Em ações como esta, nosso objetivo é transmitir aos profissionais da gastronomia a qualidade e a diversidade dos cafés oferecidos pela indústria brasileira", diz Nathan Herszkowicz, gerente comercial do PSI - Cafés do Brasil e diretor-executivo da ABIC.

Para Alberto Bicca, responsável técnico da Apex-Brasil pelo projeto, essa aproximação junto aos profissionais da área gastronômica é uma nova forma de abordagem que chega diretamente no principal formador de opinião do restaurante, que é o chef de cusine. A aceitação dessas ações no Chile está sendo tão positiva que a Apex-Brasil recomendou a participação na WACS também de outra entidade, a ABEF - Associação Brasileira de Frangos.

Café: um produto "terroir"

Durante o evento em Santiago, que acontece na Casa Piedra, haverá também o estande Cafés do Brasil. Decorado com painéis que mostram jóias em que o grão é a pedra preciosa, e ambientado como se fosse uma cafeteria, o espaço será usado para distribuição de folheteria e também para sessões de degustação de cafés das diversas regiões brasileiras, que possuem características distintas de aromas e sabores. "O objetivo é mostrar que o nosso café é um produto essencialmente 'terroir', assim como o vinho", explica Christian Santiago e Silva, coordenador executivo do PSI.

Além da promoção institucional dos Cafés do Brasil, será feita também a divulgação e degustação das marcas brasileiras que já estão atuando no mercado chileno, como resultado das ações do PSI. Entre elas estão: Café Bom Dia (com os produtos da Linha Net Geo), Café Melitta e Café Iguaçu. Os Cafés do Brasil também serão servidos em todas as refeições programadas durante o evento, incluindo um jantar de gala que deverá contar com a presença da presidente do Chile, Michelle Bachelet. Todas as atividades levarão sempre a assinatura da campanha do produto: "Cafés do Brasil: The Best Coffees in the World".

Sobre a WACS

A World Association of Chefs Societies é uma rede mundial de Associações de Chefes de Cozinha, fundada em 1928 na Universidade de Sorbonne, em Paris, que tem como principal finalidade manter e melhorar os padrões culinários mundiais. Com associados em 80 países, a WACS promove, a cada dois anos, um congresso onde são realizadas reuniões técnicas e as etapas finais dos concursos mundiais de chefes de cozinha. A ACHIGA é membro da WACS e responsável pela execução do Congresso Mundial, recebendo em Santiago centenas de chefes do mundo todo.

 

Veja tambÉm: