Produção

Curso de agroecologia incentiva agrossilvipastoris em MT

 

postado em 25/01/2010 | Há 7 anos

25/01/2010 17:01:29 - 24 Horas News

 

25/01/2010 17:01:29 - 24 Horas News
Foi realizado em 2009 pela Empaer o primeiro curso de agroecologia com aulas práticas e teóricas. O objetivo do curso foi a capacitação de técnicos em sistemas agroecológicos, incentivando o desenvolvimento de práticas agrossilvipastoris. A geógrafa da Empaer, Begair Filipaldi, comenta que algumas atividades já estão sendo desenvolvidas explorando o sistema agroecológico de produção como o pastoreio Voisin para bovinocultura de leite e corte, uso de defensivos alternativos para aplicação nas olerícolas e animais, uso do Neem Indiano (Zadirachta-indica) para combate de pragas e doenças.

O extensionista da Empaer, Juraci Miranda, do município de Castanheira (779 km a Noroeste da Capital) fala que na região o avanço tem ocorrido na pecuária principalmente no manejo com o pasto, o sistema pastoreio Voisin é o mais adotado. Na pecuária o uso de produtos naturais como o Neem e o fertilizante e repelente mais usado a base de urina de vaca, calda de fumo, inseticidada de sabão, cinzas além de consórcios com leguminosas para fixação de nitrogênio e cobertura do solo.

Miranda fala da experiência do cafeicultor Averaldo Alencar que sempre utilizou agrotóxicos para combater as plantas invasoras. Preocupado com o meio ambiente, o agricultor começou a fazer podas de formação dos pés de café e adquiriu com a Empaer semente de leguminosa para plantar. Ele fala também do sucesso do feijão Caupi (BRS Guariba) que está sendo cultivado sem agrotóxico e a variedade é resistente ao ataque de pragas e doenças.     
 

 

Veja tambÉm: