Produção

Mané Alves da SCAA, conheceu o Programa Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná

Programa Cafés Especiais atrai especialista mundial‏

 

postado em 29/10/2009 | Há 7 anos

26/10/2009

No último final de semana, Mané Alves, um dos maiores especialistas em cafés especiais do mundo, conheceu o Programa Cafés Especiais do Norte Pioneiro, uma iniciativa amparada pelo Sebrae/PR, Associação de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (ACENPP) e outras entidades que têm por meta a melhoria da renda do produtor.

Mané Alves esteve na região norte acompanhado por Georgia Franco de Souza, mestre-torrefadora, barista e proprietária do Lucca Cafés Especiais. Além de degustar, na Fazenda Califórnia, amostras de cafés especiais que serão oferecidas na FICAFÉ 2009 - Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná, o especialista visitou o processo produtivo da Fazenda Palmeira, no município de Santa Mariana, e ministrou, em Abatiá, para cerca de 40 produtores, palestra sobre questões de mercado e produção de cafés especiais.

Mané Alves reside atualmente nos Estados Unidos, próximo a cidade de Boston. É membro do Comitê de Normas Técnicas da Associação de Cafés Especiais dos Estados Unidos (SCAA) e proprietário da Coffee Lab International, empresa especializada em cursos de degustação e torra de cafés especiais. Nos últimos anos, vem ensinando sua arte a pessoas de várias partes do mundo. Foi a primeira visita dele ao Paraná.

Desafio
Para Mané Alves, o fato do Norte Pioneiro estar se firmando como Região produtora de cafés especiais traz um grande desafio. "A grande dificuldade ainda é descobrir onde o café especial está, pois muitas vezes esse produto diferenciado está misturado ao café comum. Isso pode ser solucionado por meio de um controle de qualidade rigoroso. Todas as regiões têm sua particularidade e o modo de se produzir café especial varia de acordo com o local. Todos os cafés que provei aqui no Paraná estavam acima de 80 e isso é uma boa indicação. Se houver trabalho sério, dedicação, e algumas mudanças no processo, esses cafés poderão atingir as notas 85, 90 ou até mais", aposta Mané Alves.

Referência
O especialista demonstra ainda que os cafeicultores que optam por produzir um produto especial agregam valor ao produto e tornam suas propriedades notórias. "O produtor de café especial que faz essa opção acaba por promover também sua fazenda, tornando-a uma referência, inclusive despertando as visitas de estrangeiros. Tem que se dedicar e fazer bem feito. E isso leva tempo. Na minha visão dentro de três anos os produtores de cafés especiais do norte do Paraná vão crescer muito. não importa a quantidade e sim qualidade. É preciso estar ciente que para despertar o paladar dos apreciadores de cafés internacionais tem que se investir em qualidade", aconselhou Mané Alves.

Conhecimento
Para o consultor do Sebrae/PR em Jacarezinho, Odemir Capello, a visita de Mané Alves trouxe muito conhecimento aos produtores. "O que marcou nessa vinda do especialista, que é uma referência mundial, foi termos a certeza de que os produtores de cafés especiais estão no caminho certo e o mais importante foi o conhecimento deixado por ele que vai nos ajudar bastante a conduzir nossas ações no Programa. Ficou claro para nós que cafés especiais com notas acima de 85 têm mercado certo e alta valorização. Além disso, quando um cafeicultor consegue um produto nesse nível de qualidade, conquista renome no mercado internacional, agrega valor também ao café comum que produz e valorizar toda a região onde está localizado", destaca Odemir Capello. Esta foi a primeira vez que Mané Alves esteve ao Paraná. Na opinião dele, os cafés especiais da Tanzânia, Etiópia e Quênia são incríveis.

FICAFE 2009
A segunda edição da FICAFE acontece entre 5 e 6 de novembro de 2009, no Pavilhão de Convenções do Centro de Eventos de Jacarezinho. Esta edição contará com rodadas de negócios, mesa de debates, exposição de empresas especializadas em equipamentos para colheita, processamento e preparo do café, e palestras. Clique aqui para ver a programação completa da FICAFÉ 2009.

Destaque
O Paraná se destaca como um dos principais produtores de café do País em 2009, com mais de 158 mil toneladas de grãos. O norte pioneiro paranaense é responsável pela colheita de aproximadamente 50% desse total. Atualmente, a região conta com 7,5 mil produtores de pequenas propriedades, distribuídos em 45 municípios. As informações são do Sebrae.

 

Veja tambÉm: