Mercado

COTAÇÂO DO CAFÉ - N.Y. iniciaram a semana com certa volatilidade

 

postado em 27/10/2009 | Há 8 anos

Infocafé de 26/10/09.    

 
MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.
Sul de Minas R$ 265,00 R$ 255,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 265,00 R$ 255,00 Dezembro/2009 136,50 -0,65
Alta Paulista/Paranaense R$ 260,00 R$ 250,00 Março/2010 139,45 -0,60
Cerrado R$ 267,00 R$ 257,00 Maio/2010 141,35 -0,50
Bahiano R$ 260,00 R$ 250,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Cons Inter.600def. Duro R$ 228,00 R$ 225,00 Dezembro/2009 160,55 -0,50
Cons Inter. 8cob. Duro R$ 234,00 R$ 232,00 Março/2010 164,05 -0,45
Dólar Comercial: R$ 1,7400 Maio/2010 167,50 -0,70

  As operações em N.Y. iniciaram a semana com certa volatilidade, a posição dezembro variando entre a máxima de +2,05 pontos e mínima de -2,95 fechando praticamente inalterada com -0,65 pontos de queda. No interno vendedores dosando suas ofertas com alguns negócios isolados sendo concluídos. 

  O dólar fechou com alta de 1,58%, cotação máxima do dia, pressionado pelo fluxo financeiro negativo e pela aversão ao risco no exterior. Nos EUA, as Bolsas em Nova York operaram em baixa na sessão da tarde, refletindo o declínio dos papéis do setor financeiro, que sofriam o impacto da notícia de que o número de bancos falidos no país chegou a 106 neste ano, é o mais alto patamar, desde 1992. Também pesava sobre as Bolsas o declínio nos preços do petróleo, que puxou para baixo as ações de empresas do setor de energia. O dólar, por sua vez, ganhou força principalmente em relação ao euro, com a divulgação do índice de atividade industrial do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) de Dallas. O índice geral passou de -6,4 em setembro para -3,3 em outubro, enquanto o índice de pro dução caiu de -0,5 em setembro para -8,0 em outubro.

  As exportações brasileiras no mês de outubro, mais especificamente até o dia 26, totalizaram 1.691.861 sacas de café, registrando queda de 5,06% em relação às 1.782.216 sacas embarcadas no mesmo período do mês anterior. De acordo com informações do Cecafé, 1.473.657(- 3,2%) sacas embarcadas são referentes a café arábica, 53.337 (- 34%) sacas referentes a conillon e 164.867( 7,3%) sacas referentes a solúvel. Também até o dia 26, o Cecafé registrou a emissão de 2.245.777 certificados de origem, dos quais 1.990.568 são referentes a arábicas, 60.488 a conillon e 194.721 de solúvel.

  A Fundação Procafé realizará, a partir de amanhã, na Pousada Dona Beja, em Araxá, MG, o 35º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras. A abertura será 09:00 hs e o evento acontecerá até a sexta-feira (30). A Embrapa Café participa da organização do evento, que tem o patrocínio, entre outros, do Consórcio Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento do Café. Além da apresentação de trabalhos de pesquisa de todas as regiões brasileiras, o congresso contará com a realização de seminários sobre os mais variados e atuais temas relacionados à cafeicultura. Participarão do Congresso pesquisadores, professores e estudantes e pessoas interessadas em café de empresas estaduais e institutos de pesquisa, Caccer, CDPC/CNC, universidades, empresas de equipamentos e insumos, cooperativas e associaç& otilde;es de cafeicultores. O patrocínio é do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, SDC/MAPA/Procafé, SPAE/Decaf, Fundação Procafé, Consórcio Pesquisa Café/Embrapa Café, Uniube, Secretaria de Agricultura de MG, Ufla, Capal. Para maiores informações, você deve entrar em contato com a comissão organizadora do Congresso: Telefax: (21) 2233-8593 ou (35) 3214-1411. Páginas na internet:
www.maiscafe.com.br ou www.fundacaoprocafe.com.br E-mail: contato@fundacaoprocafe.com.br

 

Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini
 

Veja tambÉm: