Mercado

Dia de baixa também para o café

 

postado em 21/10/2009 | Há 7 anos

Folha de Londrina

ECONOMIA
21/10/2009
 
Painel do Agronegócio

Bruno Blecher, da Agência Mercados, com informações da BM&FBovespa

brunoblecher@uol.com.br
 
Café esfria

Dia de baixa também para o café, que perdeu 2,45 cents na bolsa de Nova York, fechando a 141,80 cents por libra-peso no vencimento dezembro. O café robusta perdeu US$ 15 no vencimento novembro, cotado a US$ 1.446 a tonelada. Por aqui, os futuros do café arábica acompanharam Chicago, subindo US$ 1,50/saca, para US$ 167,75 no vencimento dezembro.

ICMS diferido

Reinhold Stephanes reuniu-se com o governador José Serra e o secretário João Sampaio para tratar do diferimento de ICMS para aquisição de café. ''Como o governo vai entrar no mercado comprando o produto, é necessário diferir a taxa de ICMS, para que não seja pago o café neste momento e sim somente na hora da venda'', explicou.

Preço reage

Para o ministro, o preço do café já reagiu. ''A saca que valia R$ 230, agora já é vendida a R$ 250''. O governo federal pretende comprar 10 milhões de sacas de café entre este ano e o próximo para enxugar o mercado.

 

 

Veja tambÉm: