Mercado

ENTREVISTA - Stephanes prometeu corrigir, na próxima safra, algumas medidas mal aplicadas

 

postado em 23/09/2009 | Há 8 anos

Marcelo Lara | Patrocínio (MG)

 

Clique para assistir a entrevista
 Começou nesta quarta, dia 23, em Patrocínio, no triângulo mineiro,
o 17º seminário do Café do Cerrado

Seminário do Café do Cerrado discute política para o setor

Stephanes prometeu corrigir, na próxima safra, algumas medidas mal aplicadas

Marcelo Lara | Patrocínio (MG)


Começou nesta quarta, dia 22, em Patrocínio, no Triangulo Mineiro, o 17º Seminário do Café do Cerrado. Na palestra de abertura, o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, prometeu corrigir, para a próxima safra, algumas medidas que foram mal aplicadas no ultimo ano. O evento é para difundir tecnologia da cafeicultura e discutir as políticas para o setor.

Produzir bem e comercializar com renda é o desejo de todo produtor rural. Mas no caso do café a especulação é um desafio a mais. Hoje o café está bem cotado na bolsa, mas com o dólar desvalorizado sobra pouco para o bolso do cafeicultor.

Este ano o governo colocou os principais mecanismos para ajudar na comercialização a disposição dos produtores. A política de curto prazo foi bem recebida, mas não sensibilizou o mercado como os produtores esperavam.

O ministro Reinhold Stephanes foi bem recebido pelos cafeicultores no seminário e revelou que, na pratica, percebeu que a complexidade do café é muito alem dos sabores e aromas, é regional, e os interesses são diferentes entre os elos da cafeicultura. Stephanes reconheceu que ainda não foi possível atender todas as necessidades do setor para médio e longo prazo mas prometeu corrigir algumas questão para a próxima safra.


 
CANAL RURAL

 

Veja tambÉm: