Mercado

Na próxima semana começa oficialmente no Brasil o ano-safra de café 2009/2010

 

postado em 26/06/2009 | Há 8 anos

Escritório Carvalhaes

Boletim semanal - ano 76 - n° 25

Santos, sexta-feira, 26 de junho de 2009

Na próxima semana começa oficialmente no Brasil o ano-safra de café 2009/2010 e ainda não foi totalmente estabelecida e implementada a política agrícola para o novo ano-safra. Muitos cafeicultores e suas lideranças têm protestado e organizado manifestações demonstrando a insatisfação com a atual situação, mas, aparentemente, o governo federal não pretende atender as reivindicações dos produtores, principalmente quanto ao crônico problema do endividamento.

Também não foram definidos os novos parâmetros para os leilões de contratos de opções de venda de café da safra 2009/2010. Como a safra que agora se inicia é de ciclo baixo e, portanto não haverá excedentes após as exportações e compras para o consumo interno, a principal função destes leilões seria dar sustentação aos preços do café na entrada da nova safra, quando aumenta a pressão vendedora com a necessidade de caixa dos produtores para fazer frente às despesas de colheita e benefício. Os pequenos produtores e os que estão endividados e sem acesso a financiamentos, são obrigados a vender à medida que colhem. Certamente não serão beneficiados pelos leilões, quando e se ocorrerem.

É provável que já seja tarde para atingir o objetivo previsto para os leilões deste ano, que além do mais parecem desmoralizados com as pressões e disputas dos setores mais organizados tentando conseguir regras mais favoráveis para seus interesses.

Desprotegidos e com os preços oferecidos pelo mercado já abaixo de seus custos de produção, o cafeicultor brasileiro tem agora de assistir a uma entrevista do diretor executivo da OIC - Organização Internacional do Café, especulando sobre o tamanho da safra 2010/2011 de café do Brasil, projetando-a ao redor de 60 milhões de sacas de 60 kg.! Não sabemos ainda o tamanho da atual safra; estamos começando o inverno brasileiro, período de geadas; não sabemos como será o regime de chuvas e não estamos nem perto do período das floradas. Não existem portanto condições para se falar em números sobre a safra brasileira 2010/2011.

Até o dia 25, os embarques de junho estavam em 1.453.874 sacas de café arábica e 102.040 sacas de café conillon, somando 1.555.914 sacas de café verde, e 137.253 sacas de solúvel, contra 1.962.742 sacas no mesmo dia de maio. Também no dia 25, os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em junho totalizavam 2.230.252 sacas, contra 2.337.287 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque – ICE, em uma semana (do fechamento do dia 19, sexta-feira, até o fechamento de hoje), subiu nos contratos para entrega em julho próximo, 5 pontos ou US$0,06(R$0,11) por saca. Em reais por saca, as cotações para entrega em julho próximo na ICE fecharam no dia 19, a R$303,80, e hoje, dia 26, a R$299,61/saca. Hoje, nos contratos para entrega em julho, a bolsa de Nova Iorque fechou com baixa de 80 pontos.

 

 

Veja tambÉm: