Mercado

COTAÇÃO DO CAFÉ - Operações no mercado cafeeiro finalizaram a quinta-feira em campo positivo

 

postado em 26/06/2009 | Há 8 anos

Infocafé de 25/06/09    

 
MERCADO INTERNO
 
BOLSAS N.Y. E B.M.F.
Sul de Minas R$ 250,00 R$ 240,00  
Contrato N.Y.
Fechamento
Variação
Mogiano R$ 250,00 R$ 240,00 Julho/2009 117,55 +1,40
Alta Paulista/Paranaense R$ 245,00 R$ 235,00 Setembro/2009 120,25 +1,10
Cerrado R$ 253,00 R$ 243,00 Dezembro/2009 123,05 +1,05
Bahiano R$ 245,00 R$ 235,00  
* Cafés de aspecto bom, com catação de 10% a 20%.
Contrato BMF
Fechamento
Variação
Cons Inter.600def. Duro R$ 230,00 R$ 226,00 Julho/2009 130,40 +0,65
Cons Inter. 8cob. Duro R$ 232,00 R$ 230,00 Setembro/2009 134,10 +0,65
Dólar Comercial: R$ 1,9460 Dezembro/2009 137,95 +0,95

  As operações no mercado cafeeiro finalizaram a quinta-feira em campo positivo, após iniciar os trabalhos em queda atingindo mínima de -1,60 pontos, a posição setembro reverteu alcançando a máxima de +1,65 fechando com +1,10 pts. Compras de fundos acompanhando a alta do mercado de ações repercutiu a favor das cotações. No interno volume reduzido de negócios, com a queda na cotação de dólar limitando ainda mais as negociações.

  Mercado cambial em queda, o dólar finalizou os trabalhos com baixa de 1,96% em direção contrária ao mercado de ações, que registra forte alta na expectativa pela oferta de ações da Visanet, que pode ser umas das maiores da história da Bolsa brasileira, com arrecadação de aproximadamente R$ 9,7 bilhões, segundo analistas. O Banco Central mantém a prática de entrar no mercado diariamente, realizando leilão de compra de moeda e aceitou ofertas por R$ 1,9565 (taxa de corte). A autoridade monetária também informou que vai consultar os agentes financeiros sobre o interesse em contratos de "swap" cambial. O objetivo do BC é renovar o estoque de títulos que vencem no dia 1º de julho.

Segundo boletim Meteorologico da Somar, uma frente fria avança lentamente pelo Brasil, trazendo chuvas generalizadas às áreas de café. Entre terça e quarta-feira, choveu algo entre 10mm e 20mm nas áreas de café do norte do Paraná e do oeste de São Paulo. E até o dia 29 de junho, o acumulado poderá passar dos 50mm no sul de Minas Gerais, Zona da Mata Mineira e Baixa Mogiana, dos 30mm no norte do Paraná, oeste de São Paulo, Alta Mogiana e sul do Espírito Santo, dos 15mm no norte do Espírito Santo e em torno dos 5mm no sul da Bahia e Cerrado de Minas Gerais. Não há previsão de frio intenso nas áreas de café pelos próximos cinco dias.

  As exportações de café do Vietnã em junho devem ter queda de 11,5% ante junho de 2008 para 85 mil toneladas, segundo o Departamento Geral de Estatísticas. A receita pode recuar 39,9% na mesma comparação para US$ 128 milhões. Em maio as exportações atingiram 92 mil toneladas, com receita de US$ 132 milhões. As informações são da Dow Jones.

 

Infocafé é um informativo diário, da Mellão Martini
 

Veja tambÉm: